Time GRANDE!

Como você sabe que um time é Grande, mas GRANDE, mesmo? Quando os torcedores de TODOS os outros times torcem contra ele, oras!

Do proprietário deste blog, Marcos Doniseti.

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Corinthians: Aqui é trabalho, meu filho! - Marcos Doniseti!

Corinthians: Aqui é trabalho, meu filho! - Marcos Doniseti!
Andrés Sanchez revolucionou a gestão do Corinthians, colocando profissionais competentes e qualificados para comandar todos os departamentos do clube. Com isso, os resultados não demoraram muito para aparecer. 
Muito se comenta sobre a possibilidade de Tite vir a treinar a Seleção Brasileira em breve. Mas quem fica falando sobre isso é a imprensa esportiva, que não gosta do Dunga e que gostaria de vê-lo comandando o Brasil, até para enfraquecer o Corinthians (já que pelo menos 80% da imprensa esportiva é anti-corintiana). Mas tem que ser totalmente maluco para acreditar que Tite aceitaria trabalhar para Marin, Del Nero e cia.
Afinal, Tite possui respaldo total da diretoria do Timão, onde ele se sente como se estivesse em sua casa (e está) e está cercado de amigos que o respeitam e admiram o trabalho que faz e a pessoa que é.
Sem falar que o Corinthians está cada vez mais forte e poderá vir a se tornar o bicho-papão do futebol brasileiro, ganhando os títulos mais importantes do país com muita frequência.
Até porque o Corinthians tem um CT de 1o. mundo, Arena incomparável (que sediou jogo de abertura de Copa do Mundo), estrutura impecável, departamento médico que está entre os melhores do mundo (e que recuperou Pato e Renato Augusto, algo que os times europeus dos quais eles vieram - Milan e Bayer Leverkusen - não conseguiram fazer), possui profissionais de 1a. linha nos mais variados departamentos e tem, disparado, o melhor e mais completo elenco do futebol brasileiro.
O Corinthians usa até uma grua para filmar os treinos com visão do alto.
Tite já havia conquistado alguns títulos antes de dirigir o Timão, mas a consagração veio, mesmo, ao se tornar o técnico do Corinthians entre 2011-2013 e, agora, em 2015, quando conquistou o Hexa Campeonato para o clube do Parque São Jorge. 
Depois, as imagens são usadas para corrigir o posicionamento dos jogadores. Existe também uma equipe de profissionais (liderada pelo filho de Zé Maria, ex-lateral direito do Timão por mais de 10 anos) que analisa os times adversários e que repassam as informações a Comissão Técnica. Esta, por sua vez, analisa e repassa os dados obtidos para os jogadores, que sabem, assim, as características dos times contra os quais irão jogar.
E agora o Timão está perto de fechar o contrato de venda dos naming rights da Arena, que ajudará a pagar a dívida feita para construí-la, embora os desinformados e mentirosos de sempre digam que o Corinthians 'ganhou' a mesma. Bem, se isso fosse verdade, então falta tais pessoas explicarem porque toda a arrecadação obtida nos jogos do Corinthians que são realizados na Arena é usada para pagar a dívida da Arena...
Portanto, não é à toa que o Corinthians está fazendo a melhor campanha da era dos pontos corridos e tem 14 pontos à frente do 2o. colocado no Brasileiro (e já tem 30 pontos a mais que o Palmeiras...). Há toda uma estrutura e um trabalho muito bem realizado para que algo assim se tornasse possível.
Em função de tudo isso, o Corinthians deveria usar o lema do Muricy: 'Aqui é trabalho, meu filho'.
Entrada do CT do Corinthians, um dos mais modernos da América Latina. 

Links:

A grua usada para filmar os treinos do Corinthians:

Filho de Zé Maria comanda grupo que assessora Tite e a comissão técnica do Corinthians:
Arena Corinthians, que foi utilizada para abrir a Copa do Mundo de 2014. 
Estrutura do futebol do Corinthians:

Arena do Corinthians:

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Andrés Sanchez detona grande parte da imprensa esportiva brasileira! - Marcos Doniseti!

Andrés Sanchez detona grande parte da imprensa 
esportiva brasileira! - Marcos Doniseti! 
Andrés tenta encontrar um time que esteja à frente do Corinthians na classificação do Brasileirão 2015...

Em uma entrevista sem papas na língua que concedeu ao site da 'ESPN', o superintendente de futebol do Corinthians, Andrés Sanchez, detonou uma grande parte imprensa esportiva brasileira, sobrando algumas bordoadas para o próprio jornalista que o entrevistou.

E quando se lê o título da matéria e, depois, a íntegra da entrevista, percebe-se que Andrés está com a razão em suas críticas.

Afinal, o título da matéria não corresponde, literalmente, ao que o Andrés disse a respeito de Tite.

O que ele falou foi que Tite é um dos três melhores treinadores do Brasil e que se ele ganhar o Brasileiro de 2015 e a Libertadores de 2016, então poderá ser considerado o maior treinador da história corintiana.

Assim, ele não disse que 'Tite ainda não é o maior da história do Corinthians', mas que o mesmo irá se tornar o maior treinador da história corintiana caso vença o Brasileiro deste ano e a Libertadores de 2016. E Andrés também disse que Tite é um dos 3 melhores treinadores brasileiros.

Assim, aquilo que, originalmente, eram elogios ao Tite feitos pelo Andrés, acaba virando um tipo de crítica. Desta maneira, quem lê apenas o título da matéria pensa que o Andrés está criticando ou diminuindo a importância dos títulos conquistados poro Tite, o que não é verdade.

É por essas e outras que Andrés detona a imprensa esportiva brasileira. E faz isso com toda a razão. O título dessa matéria comprova que ele está certo em suas críticas.

Outro dia mesmo (06/11) no programa 'Linha de Passe', da 'ESPN Brasil' um dos jornalistas do canal disse que o Corinthians está conquistando o Brasileirão 2015 porque teve 'muita sorte'. E um outro afirmou que a diretoria atual do Timão não tem mérito algum na conquista desse campeonato, cabendo isso apenas à Comissão Técnica.

Oras, Tite foi contratado pela diretoria atual do Corinthians e lhe deu total apoio para trabalhar. Inclusive, no início do ano, quando o Timão foi eliminado do Paulista, da Libertadores, 4 jogadores saíram do time (sendo que 3 eram titulares: Guerrero, Sheik e Fábio Santos e o quarto, Petros, era reserva) e as dívidas com os jogadores estavam na imprensa e na internet praticamente todos os dias, a diretoria corintiana disse para Tite que ele poderia ficar sossegado e que também poderia trabalhar tranquilamente, pois não seria cobrado dele a conquista de qualquer título neste ano, que seria usado para colocar as finanças do clube em dia.

Além disso, as dívidas com os jogadores do elenco corintiano foram pagas (salários e direitos de imagem).

Portanto, ao deixar Tite com a certeza de que ele continuaria sendo o treinador corintiano, mesmo que não conquistasse nada em 2015, o mesmo pôde fazer o seu trabalho com tranquilidade. E o resultado disso é que Tite teve tempo e calma para reorganizar o time e levá-lo à virtual conquista do Brasileirão 2015, jogando um bonito futebol.

Logo, se o Corinthians está conquistando o título Brasileiro pela sexta vez, então a diretoria do clube também teve seus méritos, sim, ao contrário do que a imprensa esportiva brasileira (pelo menos uma parte desta) tenta fazer acreditar.

É impressionante como a imprensa esportiva brasileira consegue ser quase tão ruim quanto a imprensa política.

Link:

Andrés detona imprensa esportiva brasileira em entrevista!

segunda-feira, 2 de novembro de 2015

Os números do Corinthians no Brasileirão 2015! - Marcos Doniseti!

Os números do Corinthians no Brasileirão 2015! - Marcos Doniseti!
Jadson e Renato Augusto são dois sérios candidatos a ser escolhido como o melhor jogador do Brasileirão 2015. As características dos dois fazem com que eles combinem muito bem dentro de campo. Jadson é mais cerebral, sendo o organizador das jogadas de ataque do Timão, bem como o líder de assistências do campeonato. E Renato Augusto é o jogador que parte para cima do adversário, realizando belas jogadas individuais.
Vejam alguns dos principais números do Corinthians neste Brasileirão 2015:

Até a 33a. rodada:

Lidera em pontos (73), 11 à frente do 2o. colocado (Atlético-MG);
Maior número de vitórias (22);
Menor número de derrotas (4);
Melhor ataque (61);
Defesa menos vazada (25);
Maior saldo de gols (36, que é o dobro do saldo do Grêmio - de 18 - que é o segundo colocado no quesito).


O Corinthians também ganhou os dois jogos que disputou contra o Vice-Líder (1X0 em casa e 3X0 fora), que é o Atlético-MG;

Nas últimas 25 rodadas (entre 9a. rodada e a 33a. rodada), o Corinthians venceu 18 partidas, empatou 6 e perdeu apenas um jogo, fora de casa, por 2X1, para o Internacional. 

Até a 31a. rodada:

Corinthians é o time que cometeu o menor número de faltas (347);
É o time que menos recebe cartões amarelos (51);
E o time que menos fica em impedimento (42);
É o time que tem o líder em assistências: Jadson;
O Timão tem 2 vice-artilheiros: Jadson e Vagner Love, ambos com 12 gols.


Obs: Daí vem os idiotas e dizem: 'Corinthians é campeão por causa da arbitragem'.

Daí eu aviso: O Corinthians foi prejudicado pela arbitragem em várias partidas, fato este que os torcedores dos demais times nunca comentam:

1) Santos 1 X 0 Corinthians (1o. turno): Pênalti não marcado a favor do Corinthians;

2) Coritiba 1 X 1 Corinthians (1o. turno): Gol irregular do Coritiba assinalado pelo árbitro. Jogador do Coritiba que marcou o gol (bem no final da partida) cometeu falta no zagueiro Felipe;

3) Palmeiras 3 X 3 Corinthians (2o. turno): Pênalti não marcado a favor do Corinthians no início da partida: em bola cruzada por Jadson, 3 jogadores do Timão foram derrubados na área do Palmeiras;

4) Ponte Preta 2 X 2 Corinthians (2o. turno): O primeiro gol da Ponte Preta saiu de um lance irregular: Rodnei recebeu a bola em posição de impedimento, cruzou para a área e a Ponte Preta empatou a partida.

Somando apenas estes 4 jogos, o Corinthians deixou de conquistar 7 pontos: 1 contra o Santos e mais 2 pontos em cada um dos jogos contra Coritiba, Palmeiras e Ponte Preta, os quais tinham tudo para terminar com a vitória do Timão se não fosse pelos erros da arbitragem. 

Links:

Corinthians poderá terminar o Brasileirão 2015 com a melhor campanha da história dos pontos corridos:


Corinthians lidera as principais estatísticas do Brasileirão 2015:

domingo, 1 de novembro de 2015

Corinthians poderá terminar o Brasileirão 2015 com a melhor campanha da história dos pontos corridos! - Marcos Doniseti!

Corinthians poderá terminar o Brasileirão 2015 com a melhor campanha da história dos pontos corridos! - Marcos Doniseti!
O Brasileirão 2015 não deixa mais margens para dúvidas: Tite é o melhor treinador brasileiro da atualidade. Mesmo tendo sofrido a saída de 4 jogadores importantes (Guerrero, Sheik, Fábio Santos e Petros) no início do Brasileirão e de ter perdido outros por contusão durante o campeonato (Rildo, Luciano), Tite soube muito bem explorar as virtudes dos seus jogadores e fez do Corinthians um time que possui um jogo coletivo muito forte e no qual o talento individual também aparece. 
O Corinthians derrotou o Atlético-MG por 3X0, em pleno 'Horto', e praticamente garantiu a conquista do título do Brasileirão 2015, que será o sexto da história do Timão. Agora, o Timão chegou aos 73 pontos e abriu 11 de vantagem sobre o Atlético-MG, que permaneceu com 62 pontos.

No primeiro tempo, o Corinthians começou a partida marcando pressão na saída de bola do Atlético-MG, pegando o Galo de surpresa, pois é claro que o time mineiro imaginou que iria fazer uma forte pressão inicial sobre o time corintiano, mas isso não aconteceu.

Foi a partir da metade do primeiro tempo que o Atlético começou a empurrar o Timão para trás e a criar várias chances de marcar, mas nestes momentos Cássio apareceu muito bem e a defesa do Corinthians soube se fechar, além da má pontaria dos jogadores do Galo também ter ajudado. Renato Augusto e Malcom tiveram as melhores chances de marcar o gol corintiano, mas não aproveitaram.

No segundo tempo, o Corinthians voltou melhor e soube impedir que o Galo criasse chances reais de gol, até que o zagueiro Felipe roubou a bola na altura do meio-de-campo, foi para a frente e como um verdadeiro ala, cruzou a bola, que foi mal rebatida por Ed Carlos. Jadson aproveitou a sobra e colocou na cabeça de Malcom, que abriu o placar. Aos 29 minutos, Jadson roubou a bola, tocou para Rodriguinho, que devolveu para Jadson. Este passa, mamão-com-açúcar, para Vagner Love, que corta para o lado, arranca e finaliza forte com precisão. O terceiro gol foi o mais bonito, com Renato Augusto iniciando a jogada, tocando para Lucca, que tocou para Vagner Love, que tocou para Renato Augusto, que devolveu para Vagner Love, que tocou para Renato Augusto, que cruzou para Lucca, livre, marcar um belo gol de voleio. 

Como se percebe, os três gols do Corinthians nasceram a partir de jogadas coletivas, articuladas, com toque de bola rápido e preciso, e que são fruto de muito treinamento, sem dúvida alguma. 

Esse é o Corinthians de Tite, o maestro desse time corintiano que enche os olhos de quem gosta de assistir a um bom futebol. 

E se o Corinthians manter o mesmo ritmo até o fim do campeonato, então esta poderá ser a melhor campanha da história de um time na era dos pontos corridos do Brasileirão.

A melhor campanha da história do Brasileirão, na era dos pontos corridos, foi a do Cruzeiro, em 2003, que conquistou 72,5% dos pontos. 

Naquele campeonato tivemos a participação de 24 times e cada time jogou 46 partidas. O Cruzeiro conquistou 100 pontos em 138 possíveis (72,5%). 

Até esta rodada (33a.) do Brasileirão 2015 o Corinthians conquistou 73 de 99 pontos possíveis (73,7%).

Se o SC Corinthians Paulista​ conquistar mais 10 pontos nas 5 últimas rodadas, ele terminará o Brasileirão com 83 pontos, representando 72,8% do total, superando a campanha do Cruzeiro em 2003. 

Alcançar esta meta, inclusive, poderá servir de estímulo para os jogadores, a fim de que os mesmos não percam o foco e continuem jogando seriamente até a última partida, mesmo após garantir a conquista do título, o que poderá vir a acontecer na próxima rodada, quando o Timão enfrentará o Coritiba na Arena Corinthians e o Galo terá uma difícil partida contra o Figueirense em Santa Catarina. 

Avante, Timão!

Gols de Corinthians 3 X 0 Atlético-MG:



Links:

Juca Kfouri e a vitória do Timão sobre o Atlético-MG por 3X0:

http://blogdojuca.uol.com.br/2015/11/acredite-a-fiel-cantava-o-hino-dava-ole-e-gritava-que-o-corinthians-e-campeao-e-e/

Corinthians derrota o Atlético e poderá ser Campeão já na próxima rodada:

http://espn.uol.com.br/noticia/554636_corinthians-atropela-atletico-mg-vence-e-pode-ser-campeao-na-proxima-rodada

Classificação do Brasileirão 2015 até a 33a. rodada:

http://www.lancenet.com.br/tabela/brasileirao/

Classificação final do Brasileirão 2003:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Campeonato_Brasileiro_de_Futebol_de_2003


domingo, 18 de outubro de 2015

Corinthians vence o Atlético-PR com facilidade e abre 8 pontos de vantagem sobre o Atlético-MG, que é goleado pelo Sport!

Corinthians vence o Atlético-PR com facilidade e abre 8 pontos de vantagem sobre o Atlético-MG, que é goleado pelo Sport! Grêmio perde da Chapecoense! - Marcos Doniseti!
Corinthians joga um excelente futebol no Brasileirão 2015 e lidera o campeonato com uma vantagem de 8 pontos sobre o segundo colocado, que é o Atlético-MG (67 X 59). 
O Atlético-MG tem feito excelentes jogos ultimamente e está vencendo suas partidas de forma merecida, mas hoje esteve irreconhecível, tendo sido facilmente derrotado pelo Sport por 4 X 1 em Pernambuco. É como se a vitória incontestável do Corinthians sobre o Atlético-PR, por 4 X 1, jogando um excelente futebol e dominando inteiramente a partida em plena Arena da Baixada, tivesse levado o time mineiro a entrar em campo desanimado (a partida do Galo começou às 18:30hs e a do Timão iniciou às 16:00hs), sem muita vontade de jogar. Mesmo que o time mineiro tivesse feito uma boa partida, já seria difícil vencê-la, visto que o Sport melhorou bastante e está subindo de produção já há várias rodadas. O desânimo era tão grande que o Sport abriu o placar logo aos cinco minutos. Mas o Galo teve o azar de que, nessa temporada, o Corinthians está jogando o seu melhor futebol desde a conquista dos títulos de 2011-2013 (Brasileiro, Libertadores, Mundial, Paulista, Recopa) e a sequência de ótimas atuações do clube fundado por operários paulistanos em 1910 fez com que o time ganhasse confiança e embalasse de uma forma que surpreendeu a muitos. Inclusive, vários comentaristas diziam que, com a saída de quatro jogadores importantes logo no início do Brasileirão (Guerrero, Fábio Santos, Emerson Sheik e Petros), o Timão iria 'brigar para não cair'. Mas o ótimo trabalho realizado por Tite e o bom nível dos jogadores que permaneceram, bem como a melhoria da situação financeira do clube durante o ano, acabaram se somando para que o Corinthians se recuperasse e iniciasse uma reação impressionante. Tanto que entre a 9a. e a 31a. rodada, em 23 jogos pelo Brasileirão, o Corinthians venceu 16 partidas, empatou 6 e perdeu apenas um jogo (para o Internacional, em Porto Alegre, por 2 X 1). O índice de aproveitamento do Timão neste período é de impressionantes 78,3%. Como já escrevi aqui, o Corinthians está jogando um futebol sólido, consistente, o time está muito bem treinado e entrosado, mostrando que possui o melhor e mais completo elenco dos 20 times da Série A do Brasileirão 2015, tanto que quando os reservas jogam, o nível do jogo do time corintiano é mantido num patamar elevado e continua derrotando os adversários sem maiores dificuldades. Aliás, o que mais está impressionando no Corinthians, atualmente, é justamente isso, ou seja, a facilidade com que ele está vencendo as suas partidas, até mesmo quando joga contra um time como o Santos (4o. colocado do Brasileirão), que perdeu de 2 X 0 na Arena corintiana apenas porque os jogadores do Timão perderam várias outras chances para marcar. E como o próprio Tite reconheceu dias atrás, ele evoluiu como treinador no aspecto ofensivo, tendo usado o ano de 2014 para estudar muito e se aprimorar na montagem e treinamento de jogadas de ataque. E isso é facilmente percebido agora, visto que o Corinthians possui o melhor ataque deste Brasileirão. E o Corinthians também alcançou o maior número de vitórias, o melhor percentual na troca de passes e o menor número de derrotas. Então, tudo indica que se o Corinthians conseguir fazer com que o seu ótimo nível de atuação se mantenha nos próximos jogos, muito dificilmente o Timão deixará de conquistar o Hexacampeonato brasileiro, até porque os seus mais diretos perseguidores (Atlético-MG e Grêmio) não estão mantendo a mesma regularidade.

sábado, 17 de outubro de 2015

Brasileirão 2015: Erros de arbitragem mostram que todos os times 'compraram' o campeonato! - Marcos Doniseti!

Brasileirão 2015: Erros de arbitragem mostram que todos os times 'compraram' o campeonato! - Marcos Doniseti!

(atualizado no dia 19/11/2015)



O Corinthians liderou e conquistou o Campeonato Brasileiro de 2015 por seus próprios méritos. Afinal, o Timão tem o melhor e mais completo elenco de todos. É o time que apresenta o futebol mais sólido e consistente, com um ótimo toque de bola, marcação forte e intensa do início ao fim da partida, boa recomposição quando perde a bola e ainda conta com jogadores de bom nível técnico, que sabem exercer mais de uma função durante a partida, tal como exige o futebol atual. 

Não há nenhum craque do nível de um Messi ou Neymar no elenco corintiano, mas também não temos nenhum 'cabeça-de-bagre'. Os jogadores possuem bom nível técnico e, mesmo quando estão em uma fase ruim, contam com o apoio dos outros jogadores e da comissão técnica para superar as dificuldades. 

O Corinthians não possui apenas 11 titulares, pois os reservas, quando jogam, atuam muito bem, dando conta do recado. Até mesmo o contestado Edílson subiu muito de produção a partir do momento em que passou a jogar frequentemente, em função da contusão de Fagner, adquirindo entrosamento e ritmo de jogo.

Com isso, Edílson participou das jogadas dos três gols que o Corinthians marcou contra o Coritiba (2 X 1 para o Timão) e Vasco (1 X 1, resultado que garantiu a conquista do título para o Corinthians). 

Na partida contra o Goiás, o Corinthians teve sete desfalques (Fagner, Felipe, Uendel, Bruno Henrique, Elias, Rildo e Luciano) e, mesmo assim, ganhou fácil e sem dificuldades, dominando o adversário do início ao fim e somente não ganhou por uns 6 X 0 porque Vagner Love cansou de desperdiçar ótimas chances para marcar. Aliás, Vagner Love é outro jogador do Corinthians que sempre se esforçou muito, nos treinos e nos jogos, e que subiu muito de produção, passando a marcar gols frequentemente, chegando a se tornar, ao lado de Jadson, o artilheiro do Timão no campeonato.

Muitos podem dizer que o Goiás é um time fraco, tanto que está lutando contra o rebaixamento. 

Mas, contra o Santos, quando venceu por 2 X 0, o Corinthians fez a mesma coisa, dominando inteiramente o jogo e tendo criado chances suficientes para vencer a partida por, pelo menos, uns 5 X 0, o que teria acontecido se não tivesse desperdiçado tantas chances para marcar. E Cássio praticamente não foi incomodado durante toda a partida, praticamente assistindo ao jogo dentro de campo.

Muitos também questionam erros de arbitragem que teriam favorecido ao Corinthians, mas tais pessoas silenciam quando se trata de erros que prejudicam o Timão ou que beneficiam outras equipes. 

Este é o clássico caso de indignação seletiva, ou seja, de hipocrisia.

O Corinthians foi prejudicado em várias oportunidades neste Brasileirão, fato este que os anti-corintianos nunca comentam. 

Cito, de memória, os seguintes erros que prejudicaram o Corinthians neste campeonato (estou me referindo apenas aos erros mais graves): 

1) Santos 1 X 0 Corinthians: Pênalti não marcado a favor do Corinthians (jogador do Santos colocou a mão na bola dentro da área santista); 

2) Coritiba 1 x 1 Corinthians: Gol irregular do Coritiba, com falta cometida sobre o zagueiro Felipe pelo jogador do Coxa que marcou o gol; 

3) Palmeiras 3 X 3 Corinthians: Pênalti escandaloso não marcado a favor do Corinthians, logo no início da partida, e falta não marcada sobre jogador do Corinthians (Vagner Love, que foi empurrado por um jogador palmeirense) em um dos gols do Palmeiras; 

4) Ponte Preta 2 X 2 Corinthians; Em um dos gols do time campineiro o jogador Rodnei recebeu a bola impedido, cruzou para a área e, daí, saiu o gol do time campineiro. 

Somando todos estes erros, o Corinthians perdeu 7 pontos por erros de arbitragem (1 contra o Santos, 2 contra Coritiba, Palmeiras e Ponte Preta em cada uma destas partidas). 

É verdade que o Corinthians teve um erro de arbitragem a seu favor, contra o Fluminense, que teve um gol mal anulado em partida realizada na Arena Corinthians. 

E contra o São Paulo, ocorreu um pênalti não marcado para o tricolor (no jogo do 1o. turno). 

Vamos dizer que, aqui, o Corinthians ganhou alguns pontos (três). Mas o mesmo Corinthians perdeu 7 pontos nas partidas disputadas contra Santos, Coritiba, Palmeiras e Ponte Preta.

Assim, em vez de 77, o Timão deveria estar com 81 pontos no Brasileirão e a sua vantagem sobre o Atlético-MG deveria ser de 16 pontos, em vez de 12.

Curiosamente, todos os erros que prejudicaram o Corinthians aconteceram em partidas realizadas fora de casa, no campo do adversário. 

Além disso, inúmeros outros times foram prejudicados e beneficiados por erros graves de arbitragem neste Brasileirão.

Abaixo, publico uma relação dos mesmos, principalmente daqueles que tivemos no segundo turno, quando comecei a fazer tal levantamento:

1) Palmeiras 4 X 2 Flamengo (16/08): O Palmeiras foi beneficiado em partida contra o Flamengo, disputada em SP, pois tivemos 2 pênaltis não marcados para o time do RJ;

2) SPFC 0 X 3 Goiás (15/08): Pênalti escandaloso que o árbitro não marcou a favor do Goiás, contra o SPFC, no Morumbi, sendo que o goleiro do tricolor (Renan), que cometeu o pênalti, deveria ter sido expulso;

3) Atlético-PR 0 X 0 Santos (15/08): Em jogo disputado na Arena da Baixada, o árbitro marcou um pênalti inexistente a favor do Santos no 1o. tempo (que Ricardo de Oliveira desperdiçou) e deixou de assinalar um outro pênalti, no segundo tempo, também a favor do Santos;


4) Goiás 1 X 0 Palmeiras (02/09): Pênalti não marcado a favor do Palmeiras; um gol do Palmeiras foi mal anulado/

5) Vasco 1 X 2 Atlético-MG (05/09): Tivemos um impedimento inexistente marcado contra o Vasco. Jorge Henrique iria ficar sozinho na cara do goleiro;

6) Cruzeiro 5 X 1 Figueirense (06/09): O primeiro gol do Cruzeiro foi irregular. William ajeitou a bola com o braço, deliberadamente, e finalizou para marcar. Gol foi validado pelo árbitro;

7) Flamengo 3 X 1 Fluminense (06/09): No primeiro gol do Flamengo o zagueiro Wallace ajeitou a bola com o braço e, na sequência, Emerson Sheik finalizou para marcar. Gol irregular que foi validado pelo árbitro;

8) Palmeiras 3 X 3 Corinthians (06/09): Foram 4 erros graves que prejudicaram o Corinthians apenas nesta partida:

A) Falta a favor do Corinthians, aos 3 minutos do 1o. tempo. Jadson cruza a bola na área palmeirense e pelo menos 4 jogadores do Timão são agarrados, sendo que 3 dentro da área do Palmeiras. Um deles foi puxado e um outro levou um golpe de Judô. Foram cometidos três pênaltis somente neste lance, mas o árbitro não marcou nada; 

B) Alecsandro acertou uma cotovelada em Gil, no 1o. tempo da partida, e não foi advertido sequer com o cartão amarelo, quando deveria ter sido expulso; 

C) Rildo sofreu quatro faltas seguidas e nenhum jogador do Palmeiras recebeu cartão amarelo em função disso; 

D) Vagner Love sofreu falta no lance que resultou no 3o. gol do Palmeiras. Ele foi empurrado pelo jogador do Palmeiras na cobrança de escanteio, que terminou com gol de Dudu;

9) Sport 1 X 1Santos (06/09): Ricardo Oliveira marca gol irregular para o Santos, totalmente impedido, e o árbitro validou. Zagueiro Matheus Ferraz, do Sport, cometeu falta violenta em jogador do Santos. Merecia ter sido expulso, mas apenas recebeu cartão amarelo;

10) Flamengo 2 X 0 Cruzeiro (10/09): Pênalti escandaloso cometido por Samir, zagueiro do Flamengo, que foi cometido em Paulo André, do Cruzeiro, mas que o árbitro não marcou;

11) Coritiba 0 X 1 Inter (12/09): Tivemos 2 erros graves que prejudicaram o Coritiba:

A)Pênalti não marcado a favor do Coritiba (Kleber foi derrubado na grande área); 

B) Pênalti não marcado a favor do Coritiba, o segundo da partida, no final do jogo. 

Somente neste jogo tivemos 2 pênaltis não marcados a favor do Coxa, o que poderia ter levado o time paranaense a vencer a partida, em vez de ser derrotado;

12) Palmeiras 2 X 0 Figueirense (12/09): Pênalti inexistente foi marcado a favor do Palmeiras. Zé Roberto se jogou e o árbitro assinalou pênalti, que ele mesmo converteu;

13) Cruzeiro 1 X 1 Atlético-MG (13/09): Tivemos dois erros graves, um para cada time:

A) Pênalti não marcado a favor do Cruzeiro no início do 1o. tempo, quando jogo estava 0 X 0.  

B) No 2o. tempo, árbitro marcou um pênalti inexistente em William. Falta aconteceu, mas foi fora da área;

14) Avaí 2 X 1 Goiás (13/09): Segundo gol do Avaí foi irregular, com falta tendo sido cometida pelo atacante André Lima sobre o goleiro do time goiano;

15) Sport 1 X 0 Fluminense (13/09): Durval comete falta sobre Gerson, do Fluminense, que ia em direção do gol, sendo que Durval era o último jogador do Sport. Durval deveria ter sido expulso, mas não foi;

16) Grêmio 1 X 2 SPFC (13/09): Falta não marcada sobre Fernandinho, do Grêmio, nas proximidades da linha da grande área. Jogador do SPFC que cometeu a falta já tinha cartão amarelo e deveria ter sido expulso, mas não foi;

17) Corinthians 2 X 0 Santos (20/09): Foram 2 erros graves, que prejudicaram o Corinthians: 

A) Zeca, do Santos, comete pênalti escandaloso sobre Vagner Love, que iria marcar o gol, e não é expulso. Árbitro expulsou apenas um jogador, David Braz, que o ofendeu; 

B) Ricardo Oliveira deu uma cotovelada violenta em Ralf, no 1o. tempo, e deveria ter sido expulso, mas recebeu apenas o cartão amarelo;

18) Atlético-MG 4 X 1 Flamengo (20/09): Victor cometeu pênalti, sendo que era o último jogador do Galo, impedindo que o jogador do Flamengo marcasse o gol. Ele deveria ter sido expulso, mas recebeu apenas o cartão amarelo;

19) Coritiba 2 X 0 Atlético-PR (20/09): Árbitro deixou de marcar um pênalti para cada time;

20) Santos 3 X 1 Inter-RS (27/09/2015): Árbitro marcou pênalti inexistente para o Santos. Lucas Lima se jogou na área e árbitro assinalou a penalidade;

21) Figueirense 1 X 3 Corinthians (27/09): Jogador do Figueirense cometeu uma falta muito violenta contra Ralf e deveria ter sido expulso, mas nem falta o árbitro assinalou;

22) Cruzeiro 2 X 0 Coritiba (27/09): Árbitro deixou de marcar dois pênaltis a favor do Coritiba. Em um deles o zagueiro do Cruzeiro, Manuel, colocou a mão na bola dentro da área cruzeirense. Em outro lance ele puxou o jogador do Coritiba pelo pé, derrubando-o dentro da área;

23) Inter 2 X 1 Sport (03/10): Jogador do Inter marca gol de braço, fazendo 1 X 0. Árbitro validou o gol;

24) Coritiba 0 X 3 Atlético-MG (03/10): Lucas Pratto se joga dentro da área do Coritiba e árbitro marca pênalti inexistente. Pratto converte e faz 3 X 0;

25) Flamengo 2 X 0 Joinville: Gabriel leva a bola com a mão e marca gol irregular para o Flamengo (que fez 2 X 0);

26) Ponte Preta 2 X 2 Corinthians (04/10): Gol irregular da Ponte Preta. Lateral direito Rodnei estava impedido quando recebeu o passe, cruzou a bola para a área corintiana e, na sequência, tivemos o gol do time de Campinas;

27) Vasco 1 X 1 Chapecoense (15/10): O Vasco foi gravemente prejudicado em duas oportunidades:

A) Pênalti escandaloso a favor do Vasco que o árbitro não marcou. Jogador do Chapecoense ergueu o braço e tocou a bola com a mão, de forma intenciona. 

B) E o árbitro também assinalou um pênalti inexistente a favor da Chapecoense. Bola bateu no corpo do zagueiro Rodrigo, sem tocar na mão ou no braço dele;

28) Joinville 3 X 1 Coritiba (14/10): Pênalti inexistente a favor do Joinville foi marcado pelo árbitro, que foi convertido por Marcelinho Paraíba;

29) Figueirense 0 X 0 Santos (24/10): Pênalti a favor do time catarinense, no 1o. tempo da partida, que não foi marcado pelo árbitro; Pênalti não marcado a favor do Santos, no 2o. tempo do jogo;

30) Ponte Preta 0 X 1 Figueirense (18/11): Árbitro marcou pênalti inexistente a favor do Figueirense, que resultou no gol do time catarinense;

31) Atlético-PR 3 X 3 Palmeiras (18/11): Gabriel Jesus dominou a bola com o braço e passou para Robinho, que marcou o gol de empate (1X1) do time paulista. 

Vejam a quantidade absurda de erros graves que tivemos neste Brasileirão, envolvendo praticamente todos os times do campeonato. E olha que o campeonato ainda não terminou e é mais do que evidente que novos erros serão cometidos. 

A CBF precisa, urgentemente, modificar o seu sistema de arbitragem, usando de tecnologia para tirar dúvidas em lances polêmicos. Tal medida é mais do que necessária, devido à grande quantidade de erros graves que ocorrem em um grande número de jogos. 

Isso irá contribuir para aumentar a credibilidade da arbitragem e acabará com as insinuações de que 'o campeonato foi comprado' por algum time. 

Aliás, analisando friamente os erros de arbitragem que tivemos no campeonato, parece que todos os 20 times participantes compraram o mesmo.