Time GRANDE!

Como você sabe que um time é Grande, mas GRANDE, mesmo? Quando os torcedores de TODOS os outros times torcem contra ele, oras!

Do proprietário deste blog, Marcos Doniseti.

quinta-feira, 18 de julho de 2013

Final da Recopa Corinthians 2 x 0 São Paulo [Narração Jose Silvério]

Corinthians: Mais poderoso do que nunca! - por Marcos Doniseti!

Corinthians – Mais poderoso do que nunca! - por Marcos 

Doniseti!


O Corinthians, mais poderoso do que nunca, conquista títulos em série. 

No início do ano assisti uma entrevista no Sportv com o ex-presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, que reconstruiu o clube após a queda para a Série B do Brasileirão em 2007.

Quando isso aconteceu, o clube estava falido e desmoralizado por uma gestão que arrebentou com as finanças e a também com a moral do clube, tornando-se motivo de riso e de chacota dos torcedores dos outros clubes.

Se o Corinthians fosse uma empresa, teria pedido concordata, com certeza.

Daí, na entrevista, Andrés disse que a grande mudança que ele fez no Timão foi na parte administrativa, profissionalizando todos os departamentos do Corinthians. Todos!

É esse o 'segredo' do sucesso corintiano: Gestão profissional, competente, pé-no-chão, montando equipes qualificadas, dentro e fora do campo.

E agora, o Corinthians possui fontes de receita permanentes e que são as maiores responsáveis pelo faturamento do clube: contratos com empresas de material esportivo, valorização das vendas de direitos de TV, marketing agressivo, com a venda de todo tipo de produto com a marca do Corinthians, a criação da rede de lojas Shop Timão (já são 125 pelo país afora).

Com isso, o Corinthians não precisa mais (e como ainda acontece com outros clubes do futebol brasileiro) vender bons jogadores ou jovens revelações para poder 'fazer caixa' e manter as contas equilibradas ao final do ano. E quando vende algum jogador importante, como é o caso de Paulinho, não o faz por necessidade financeira, mas por receber propostas virtualmente irresponsáveis, e já se prepara para substituir esse jogador, antecipando-se à sua saída do clube.

Vejam, por exemplo, que o bom volante Guilherme (ex-Portuguesa) foi contratado ainda no meio do ano passado, pois a direção do Corinthians já havia percebido a virtual impossibilidade de segurar Paulinho por muito mais tempo, dado o grande interesse despertado por este pelos grandes clubes da Europa.

Assim, quando Paulinho foi vendido para o Tottenham, ainda durante a Copa das Confederações, já havia um bom jogador pronto para substituí-lo e que já estava no clube há um bom tempo, estando perfeitamente entrosado com todos. 

Assim, a transição de um Corinthians 'com Paulinho' para um Corinthians 'sem Paulinho' foi tranquila e se processou normalmente, sem sobressaltos. E o resultado foi o que se viu ontem, na final da Recopa Sul-Americana, conquistada pelo Timão: O Corinthians massacrou o seu rival e poderia, até, ter goleado o SPFC, que foi inteiramente dominado pelo Timão durante toda a partida. 

Tudo isso é fruto de uma gestão profissional, competente e que planeja tudo o que irá fazer para fortalecer o clube e mantê-lo sempre disputando títulos e vencendo campeonatos. Agora mesmo, por exemplo, o Corinthians já contratou um promissor jogador, Jocinei (ex-Rio Claro), e um volante de marcação veterano, Maldonado, para a eventualidade de substituir Ralf, que está sendo sondado por clubes europeus tradicionais, como é o caso do Valência da Espanha. 

Os resultados dessa gestão competente e profissionalizada estão aí: 

Atualmente, o Corinthians é o Clube de maior faturamento do Brasil (e é o único clube fora da Europa que está na lista dos 25 que mais faturam no mundo), com lucros anuais na casa dos dois dígitos, estádio novo e moderno (não venham me dizer que foi construído com ajuda do governo, pois não se faz nada de grande neste país sem ajuda do governo... até o Morumbi recebeu dinheiro público estadual e municipal), com o CT mais moderno da América do Sul (inspirado no modelo do Barcelona).

Com isso, o Corinthians já conquistou 7 títulos importantes após o retorno à Série A do Brasileirão: Paulistas de 2009 e 2013; Copa do Brasil 2009; Brasileiro 2011; Libertadores 2012; Mundial de Clubes 2012 e Recopa Sul-Americana 2013.

E agora o Timão já se prepara para se fortalecer mais ainda, pois irá construir um CT exclusivo para as categorias de base.

Antigamente, o Corinthians montava grandes equipes (como a da Era Sócrates e a da Era Marcelinho Carioca), mas não tinha uma estrutura montada e uma gestão profissional que permitisse conquistas permanentes.

Logo, quando o time campeão se desmanchava, encerrava o seu ciclo, vinham os anos de sofrimento, sem conquista de títulos. Quando o time que ganhou quase tudo no período 1950-1954 (venceu 3 Paulistas e 3 Rio-São Paulo) fechou o seu ciclo, o Corinthians demorou quase 23 anos para voltar a ser campeão.

Agora, a situação é completamente diferente, pois o Corinthians possui uma ESTRUTURA excelente e que melhora a cada ano, bem como uma GESTÃO competente, profissional, que trabalha o tempo inteiro para estar sempre fortalecendo o clube.

E como se não bastasse, o Corinthians montou uma excelente comissão técnica, com um técnico altamente capacitado (Tite) e que tem o total respaldo da direção para comandar o time, sendo ainda imensamente respeitado pelos jogadores e demais integrantes do departamento de futebol do clube. 

E sem falar que o técnico Tite já virou um ídolo da Fiel Torcida, pelas suas brilhantes conquistas à frente do clube, vencendo 5 campeonatos desde que chegou ao clube, no final de 2010 (Brasileiro 2011, Libertadores 2012, Mundial de Clubes 2012, Paulista 2013 e Recopa Sul-Americana 2013). 

Andrés Sanchez foi o grande responsável por reconstruir o Corinthians.

E é justamente essa combinação de fatores que fará com que o Corinthians esteja sempre disputando títulos e vencendo campeonatos.

E isso já acontece, inclusive, numa modalidade esportiva na qual o Corinthians possuía uma forte tradição e que voltou a conquistar títulos para o clube, que é o Futsal. Na semana passada, o Corinthians conquistou a Liga Paulista de Futsal 2013 e o time também está na fase decisiva da Liga Futsal nacional. 

O Timão irá ganhar todos os campeonatos que disputar? Claro que não. Mas ele será, com certeza, cada vez mais, um osso duro de roer para os seus adversários.

Basta ver o que aconteceu na Libertadores deste ano, quando o bicho-papão dos brasileiros, o Boca Jrs, teve que ser beneficiado de forma escandalosa para conseguir eliminar o Corinthians do torneio.

Agora é assim, adversários: Vocês terão que se esforçar muito, mas muito mesmo para poder derrotar o Todo-Poderoso Timão.

E se os outros clubes não acompanharem o Corinthians, fazendo um trabalho fora de campo tão bom quanto aquele que é feito dentro dele, então podem se preparar porque o Corinthians continuará ganhando muitos, mas muitos títulos, mesmo.

Quem viver, verá!


Conquista da Recopa consolida o trabalho do técnico mais vitorioso da história do Corinthians:


domingo, 26 de maio de 2013

Corinthians 2013 continua forte, mas não repete as atuações de 2012! - por Marcos Doniseti!

Corinthians 2013 continua forte, mas não repete as atuações de 2012! - por Marcos Doniseti!
Tite mudou o esquema de jogo do Corinthians em 2013 e o time não repete as excelentes atuações do ano passado.

O Corinthians de 2013 continua sendo uma equipe muito forte, com um elenco muito qualificado, o melhor do Brasil, sem dúvida alguma. E para mim o Timão continua sendo o favorito para vencer o Brasileirão e a Copa do Brasil. 
Mas o fato concreto é que neste ano o Timão ainda não repetiu as excelentes atuações que fez na Libertadores de 2012 e no jogo contra o Chelsea, quando conquistou o Bicampeonato Mundial (obs: a informação está no site da FIFA, antis). 
No ano passado, o Corinthians jogava no 4-4-2 ou no 4-2-3-1, o que fazia com que o time tivesse um forte meio-de-campo, tanto na marcação, como na criação de jogadas. 
O time titular na final do Mundial contra o Chelsea foi: Cássio, Alessandro, Chicão, Paulo André, Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Danilo e Jorge Henrique; Emerson; Guerrero. 
Era um 4-4-1-1 ou 4-4-2, conforme a situação do jogo determinava. Guerrero era o atacante centralizado, enquanto Emerson era o atacante que fazia a ligação entre o meio-de-campo e o ataque. 
Em 2013, de fato, Tite coloca o Timão no 4-3-3 e não no 4-2-3-1 que ele pensa, pois Emerson e Romarinho são atacantes e não meias. 
Na final contra o Chelsea, por exemplo, Tite corretamente tirou Douglas e colocou o Jorge Henrique no time, o que reforçou a marcação no meio-de-campo, fechou o lado direito da defesa (onde Alessandro, sozinho, não consegue barrar as ofensivas dos adversários) e ainda fortaleceu o ataque, pois JH fazia tudo isso com o seu fôlego interminável.
Já em 2013, Emerson e Romarinho (este era reserva em 2012 e virou titular em 2013), que são atacantes, atuam como meio-campistas improvisados, participando da marcação no meio e indo para o ataque.  
Assim, neste ano, o Timão está com 3 atacantes de fato (Emerson, Romarinho e Guerrero) no time titular, o que enfraqueceu o meio-de-campo (que ficou com Ralf, Paulinho e Danilo), tanto na marcação, como na criação, pois Danilo está sempre sendo bem marcado, já que os adversários sabem que não podem deixá-lo livre para jogar devido à qualidade do seu passe e da ótima visão de jogo que possui, sendo um ótimo criador de jogadas.
Logo, o grande problema é que Emerson e Romarinho, que voltam para ajudar na marcação, sim, são atacantes e não meio-campistas. Eles tem que ficar indo e voltando o tempo inteiro. Muitas vezes, quando o Corinthians puxa os contra-ataques, eles ainda não se posicionaram para receber os passes e lançamentos que poderiam gerar gols para o Timão, pois ainda estão voltando para compor o ataque. 
O Corinthians de 2012, que ganhou Libertadores Invicto e o Bi-Mundial não jogava assim, não.
Se o Ibson, que está virtualmente contratado pelo Timão, jogar bem, ele tem tudo para virar titular (resta saber quem irá sair do time... provavelmente será Romarinho), reforçando a marcação no meio-de-campo (um ponto fraco do time neste ano, junto com a criação das jogadas) com o Romarinho indo para o banco e virando uma alternativa para entrar durante os jogos. 
Quanto à JH, parece que dificilmente ele voltará a jogar pelo Timão. 
O desempenho do Corinthians em 2012 era melhor com 2 atacantes e com o Jorge Henrique jogando no meio-de-campo, fechando pelo lado direito, ajudando ao Alessandro na defesa, o que impedia que os adversários fizessem qualquer coisa por ali. Foi assim que, por exemplo, o Corinthians derrotou o Boca Jrs. na final da Libertadores de 2012 e ganhou do Chelsea, conquistando o Bicampeonato Mundial de clubes. 
E o JH ainda ia ao ataque participar das jogadas ofensivas (vide o gol contra o Chelsea, por exemplo).
Obs: Volta, JH! Perdoa ele, Tite!
Outra coisa: Guerrero veio da Alemanha, onde a temporada vai de Agosto a Maio, certo? Isso significa que ele está em fim de temporada. Sua queda de rendimento, principalmente pelo desgaste físico, é visível nas últimas partidas. 
É mais do evidente que Guerrero precisa de umas férias urgentes (de umas 3 a 4 semanas, pelo menos) para se recuperar. Neste período de tempo, Pato poderia se tornar titular do time, embora Romarinho não possa ser descartado, pois cumpre as determinações de Tite. 
E caso o Renato Augusto se recupere (alguém tem ideia de quando isso irá acontecer?), daí, sim, teremos um meio-de-campo de bom nível técnico e mais forte fisicamente com Ralf, Paulinho, Renato Augusto e Danilo (Ibson).
E o Edenilson tem que ser titular na lateral-direita. Alessandro tem uma trajetória das mais respeitáveis no Timão, entrou para a história do clube com todas as conquistas que acumulou desde 2008, e sempre se esforçou ao máximo, mas penso que está na hora de efetivar Edenilson como titular.
Daí o Timão ficaria com:
Cássio, Edenílson, Gil, Paulo André, Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Renato Augusto e Danilo (Ibson); Emerson (Romarinho) e Guerrero (Pato). Um time com essa formação seria forte na marcação no meio-de-campo, na criação de jogadas e no ataque. 
Mas, caso Paulinho venha, de fato, a ser negociado, é provável que Ibson e Guilherme lutem pela posição de titular. 
Independente dos jogadores que vierem a ser efetivados como titulares, o desempenho do Corinthians iria melhorar bastante se o mesmo voltasse a jogar no esquema 4-4-2 (da Libertadores de 2012) ou no 4-4-1-1 (da final contra o Chelsea) e, assim, o Timão teria tudo para conquistar o Brasileirão 2013 ou, no mínimo, a Copa do Brasil deste ano, à qual irá disputar a partir das oitavas-de-final. 

sábado, 25 de maio de 2013

Neymar e a sua ida para a Europa! - por Marcos Doniseti!

Neymar e a sua ida para a Europa! - por Marcos Doniseti!

Neymar, no jogo contra o Barcelona, pela final do Mundial de Clubes de 2011. Agora, ele irá jogar pelo clube catalão.
Não tenho nada contra o Neymar, mas nunca fiz parte do seu fã-clube, mas não pelo fato dele ser jogador do Santos, que é rival do meu Corinthians. A exploração de sua imagem atingiu níveis estratosféricos, o que gera uma inevitável saturação. Conheço muitas pessoas que estão de 'saco cheio' de vê-lo o tempo inteiro na mídia.

E as suas brincadeiras com jogadores adversários, muitas vezes, chegavam ao ponto de desrespeitá-los, tal como aconteceu quando deu um 'chapéu' em Chicão, zagueiro do Corinthians, mesmo com o jogo parado. E é claro que isso gera antipatias com relação ao seu comportamento. 

Além disso, entendo que, claramente, Neymar estava precisando ir embora para um centro futebolístico mais desenvolvido a fim de desenvolver o seu potencial como jogador, que é muito grande. 

A inegável organização e profissionalismo do futebol europeu, principalmente dos seus grandes clubes e dos principais campeonatos (Inglaterra, Alemanha, Espanha e Itália, em especial) é uma realidade tanto dentro, como fora de campo (na parte administrativa dos clubes e federações) o que resulta na realização de campeonatos bem melhor organizados do que os brasileiros. 

Neymar ainda tem falhas como jogador (erra muitas finalizações e não sabe marcar ou mesmo cercar o adversário) e, aqui no Brasil, ele não estava corrigindo-as, pois gasta tempo demais com eventos publicitários em vez de treinar para superá-las. 

Traduzindo: Ele estava se transformando num David Beckham, ou seja, numa personalidade da Mídia e não do Futebol. 

E Neymar é um jogador MUITO melhor do que Beckham. 

Ficou claro, inclusive, que seu desempenho nas partidas caiu visivelmente nos últimos meses e ele está muito longe do futebol que jogou há 1 ou 2 anos atrás. 

Posso estar enganado, mas suspeito que Neymar faltou a um número imenso de treinamentos do Santos devido aos seus inúmeros compromissos publicitários, mas que este fato era devidamente abafado pelo clube. 

O que aconteceu nas vésperas do segundo decisivo do Campeonato Paulista não deve ter sido um caso isolado, não. Mas como o técnico do Santos não é o Tite e o Neymar não é o Jorge Henrique, tudo ficava por isso mesmo.  

E claramente ele não tem, atualmente, a mesma motivação de antes. Penso que ele se cansou de carregar o time do Santos nas costas, visto que o elenco deste é formado por jogadores muito limitados tecnicamente, salvando-se muito poucos (Rafael, Arouca).

Talvez isso mude jogando num clube como o Barcelona, um dos maiores clubes de futebol do planeta, o que será melhor para o próprio Neymar e, também, para o futebol brasileiro, pois ele poderá dedicar mais tempo aos treinos do que aos eventos publicitários e, assim, terá condições de evoluir como jogador, tornando-se muito mais completo. 

Link:

http://esportes.terra.com.br/santos/preso-em-aeroporto-neymar-falta-a-treino-e-aumenta-indicios-de-saida,57328dd68b2be310VgnVCM3000009acceb0aRCRD.html