Time GRANDE!

Como você sabe que um time é Grande, mas GRANDE, mesmo? Quando os torcedores de TODOS os outros times torcem contra ele, oras!

Do proprietário deste blog, Marcos Doniseti.

sábado, 30 de julho de 2011

Dilma racha de vez com Teixeira e dificulta vinganças de cartola!

Dilma racha de vez com Teixeira e dificulta vinganças de cartola - do blog de Ricardo Perrone

Dilma Rousseff está disposta a evitar que a imagem do Governo Federal seja vinculada ao COL (Comitê Organizador Local) e à Fifa.


A ideia é deixar claro que as duas partes são parceiras na Copa, mas não são iguais.

Uma das diferenças a ser mostrada, segundo a equipe de Dilma, é que a Fifa, entidade privada, pode escolher seus parceiros (e inimigos). Já o Governo Federal, por questões legais, não pode beneficiar (e nem prejudicar) deliberadamente esse ou aquele.

De maneira sutil, o governo mandou o seu recado para a Fifa ao marcar a entrevista de Pelé, embaixador da Copa de 2014, no Museu de Arte Moderna do Rio.

Na véspera do sorteio das eliminatórias, o rei do futebol recebeu a imprensa longe da Marina da Glória, local do evento.

E fora dos domínios da Fifa, Ricardo Teixeira não pode escolher quem recebe credencial. Ficou impotente para retaliar seus inimigos, o que ameçou fazer na famosa entrevista dada para a revista Piauí.

Vai ser assim daqui para frente. Eventos do governo relativos à Copa serão longe das regras da Fifa, dificultando as vinganças de Teixeira.

por Perrone às 07:00

Link:

terça-feira, 26 de julho de 2011

'Trio de Ferro' puxa a renda do Brasileiro!

Trio de Ferro puxa a renda do Brasileiro
LEONARDO LOURENÇO, LUCAS REIS e RAFAEL REIS - da Folha.com

O Campeonato Brasileiro está com a cara e com a grana da cidade de São Paulo.

Além de boas campanhas, Corinthians, São Paulo e Palmeiras têm feito bonito, também, em suas bilheterias.

Levantamento realizado pela Folha mostra que, neste Nacional, o Trio de Ferro é responsável por quase 35% de todo o dinheiro que é arrecadado nos estádios da primeira divisão do país.

De cada R$ 100 arrecadados pelos 20 clubes na competição, R$ 34,6 saíram do bolso do torcedor paulistano.

No Brasileiro do ano passado, a fatia de Corinthians, Palmeiras e São Paulo correspondia a apenas 27,8% da renda bruta do torneio; na edição de 2009, a participação no total foi de 24,4%.

Torcida do Corinthians durante jogo contra o Cruzeiro

No atual torneio, mais dinheiro arrecadado pelos grandes paulistanos significa que mais pessoas estão comparecendo aos jogos.

Apenas duas vezes a cidade de São Paulo não foi usada --o Corinthians recebeu o Coritiba em Araraquara, na segunda rodada, e o Palmeiras estreou ante o Botafogo em São José do Rio Preto.

Além dos dois jogos no interior, Pacaembu, Canindé e Morumbi, as três principais arenas da cidade, receberam 64 mil torcedores a mais do que no Brasileiro do ano passado, comparando as mesmas 11 primeiras rodadas.

Ou seja: o público dos clubes paulistanos, que fracassaram no primeiro semestre, subiu quase 25% em comparação com o Nacional-2010.

FIEL

Se o Trio de Ferro domina o Brasileiro, o Corinthians domina o Trio de Ferro. Líder absoluto do torneio, o clube mais popular do Estado arrecadou R$ 5,5 milhões nos seis jogos que fez em casa.

Sozinho, o Corinthians é responsável por 19,4% de toda a renda do campeonato.

A explicação para o sucesso do Nacional na torcida paulistana pode passar por vários fatores, como a ausência de Mineirão e Maracanã, fechados para obras. Mas, provavelmente, as boas campanhas têm influência.

Pois, além do grande momento corintiano, o São Paulo é o vice-líder e o Palmeiras ocupa a quinta colocação.

Sem nenhuma conquista desde 2009, quando o Corinthians levou a Copa do Brasil, o torcedor paulistano vê neste Brasileiro a chance de, enfim, voltar a comemorar.

Link:

http://www1.folha.uol.com.br/esporte/949772-trio-de-ferro-puxa-a-renda-do-brasileiro.shtml

domingo, 24 de julho de 2011

Jornalista desinformado da 'Folha' escreve asneiras monumentais sobre o estádio do Corinthians!

Jornalista desinformado da 'Folha' escreve asneiras monumentais sobre o estádio do Corinthians!

FERNANDO DE BARROS E SILVA -- 'A farra do Itaquerão'

da Folha de S.Paulo

1) SÃO PAULO - Dos cofres do Estado não sairá nenhum centavo para construir um estádio particular. Geraldo Alckmin insistiu durante meses nessa tecla. Ele gosta de cultivar a imagem do gestor franciscano.

R - Ninguém mandou você acreditar em político, cara-pálida!! Foi enganado? Problema seu, zé mané!!

2) Afinal, diante de tantas prioridades, seria imoral enterrar dinheiro público no Itaquerão. O frade tucano de Pindamonhangaba precisa agora mastigar seu discurso.

R - Quais prioridades? Construir pontes, túneis, avenidas e viadutos, como os governos tucanos de SP adoram fazer? Brincou, né?

Além disso, os R$ 70 milhões que o governo de SP irá investir são apenas 0,05% do valor do orçamento total do governo de SP para 2011, que chega a R$ 140,7 bilhões.

3) Quem nos comunicou que o governo vai entrar com R$ 70 milhões para viabilizar a abertura da Copa no futuro estádio do Corinthians foi um diretor da Odebrecht. Onde fomos parar: o empreiteiro anuncia à população que a obra privada terá mais dinheiro público, justamente daquele que havia prometido não gastá-lo. Só faltou dizer que a fiscalização ficará a cargo do Dnit.

R - Reclame com o governador do estado, o tucano Geraldo Alckmin, oras! E o que o Dnit tem a ver com essa história? Nada, é claro.

4) Tudo isso se deu dias atrás, durante a cerimônia em que o prefeito Kassab oficializou a destinação de R$ 420 milhões para a arena.

R - ERRADO!

Todos os investimentos feitos na Zona Leste de SP tem direito à redução de impostos (IPTU, ISS, ITBI) e não apenas o novo estádio do Corinthians. Esta lei municipal existe desde Julho de 2004 e foi aprovada pela Câmara de Vereadores e sancionada pela então prefeita Marta Suplicy.

Somente você que não sabe disso, desinformado!

5) Convocado a explicar a reviravolta do governo, o secretário Emanuel Fernandes disse que o dinheiro é só um "apoio logístico" para montar a estrutura provisória com 20 mil assentos. A verba, ele disse, não seria para o Corinthians, mas para a Copa... E daí? Não é dinheiro público?

R - É dinheiro público, sim, cara-pálida, mas você 'esqueceu' que a realização de um jogo de abertura de Copa do Mundo movimenta toda a economia da cidade, gerando muito mais dinheiro do que aquele que foi investido na realização do evento, gerando milhares de empregos, aumentando a arrecadação de impostos, divulgando a cidade para o mundo inteiro.

Além disso, a construção do dinossaúrico Morumbi também foi bancado, em grande parte, com dinheiro público, tanto da prefeitura como do governo do estado de SP! Já publiquei textos aqui que comprovam isso.

Já se esqueceu de tudo isso, zémané???

Inclusive, o jornalzinho vagabundo para o qual você trabalha (que disse que a Ditadura Militar foi uma mera 'ditabranda' e que apoiou ostensivamente a Ditadura) também ganhará muito dinheiro com a realização da Copa de 2014 em SP, zémané, vendendo espaços publicitários no caderno especial que seu jornal sempre cria quando temos Copas do Mundo e Olimpíadas.

Já se esqueceu disso, também, desmemoriado??

6) O projeto básico do Itaquerão, com 48 mil lugares, está orçado em R$ 820 milhões. O BNDES vai emprestar R$ 400 milhões.

R - ERRADO! E põe ERRADO nisso!

R - O projeto básico do estádio do Corinthians custou R$ 400 milhões e ia ser inteiramente bancado pelo clube e não tinha qualquer conexão com a Copa de 2014.

Foram a prefeitura de SP, a CBF e a FIFA que apresentaram a 'proposta' de fazer o estádio do Timão sediar o jogo de abertura da Copa de 2014. E foi isso que encareceu brutalmente o projeto original do estádio.

E neste caso, o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, deixou bem claro para todos (prefeitura de SP, CBF e FIFA) que o clube não teria condições de bancar um projeto de mais de R$ 800 ou R$ 900 milhões e que se a prefeitura de SP, a CBF e  FIFA desejassem que o estádio do Timão sediasse o jogo de abertura da Copa de 2014, então eles teriam que bancar a diferença para que o mesmo pudesse ser construído.

7) O restante será financiado pelos CIDs (Certificados de Incentivo ao Desenvolvimento) -nome pomposo para designar o dinheiro que as empresas deixarão de pagar em impostos à prefeitura. Perto de Kassab, Alckmin parece mesmo são Francisco.

R - Como eu já informei aqui, essa redução de impostos vale para TODOS os investimentos feitos na Zona Leste de SP.

Essa lei existe desde 2004 e foi aprovada e sancionada no governo de Marta Suplicy.

Somente você, que é um notório desinformado, que não sabe disso, coitado.

8) Resumida a seu cerne, a novela ficou assim: Lula indicou a empreiteira, a Odebrecht fixou seu preço, Kassab e Alckmin (além dos juros subsidiados do BNDES) vão pagar a conta com o dinheiro dos contribuintes.

R - Lula ajudou a convencer a Odebrecht a construir o estádio do Corinthians, sim, mas isso não tinha nada a ver com a Copa de 2014, como já expliquei aqui. 

Somente depois que Kassab, a CBF e a FIFA vieram com a idéia de que o novo estádio corintiano deveria sediar o jogo de abertura da Copa de 2014 é que o projeto do estádio passou a ter que contar com dinheiro público, pois o Corinthians deixou claro que não teria como bancar a construção de um estádio adaptado para ser o local de abertura de uma Copa do Mundo, pois o custo do mesmo ficaria muito maior.

Os juros subsidiados do BNDES valem para TODOS que pegam dinheiro emprestado da instituição, zémané!

Todo o parque industrial e toda a infra-estrutura do Brasil foi construída com dinheiro público e grande parte do mesmo veio do BNDES.

O governo FHC usou o BNDES, por exemplo, para financiar o programa de privatizações, ao qual o panfleto reacionário para o qual você trabalha apoiou inteiramente.

E a imprensa escrita tupiniquim, da qual o autor deste texto patético é um empregado, tem isenção de impostos (PIS e Cofins) na aquisição de papel jornal (Link com a notícia: http://observatoriodaimprensa.com.br/news/showNews/asp22052002991.htm).

Isso é o que, cara-pálida? É mamar nas tetas do Estado, certo? Seu patrão pode fazer isso, mas os outros não? Querem o dinheiro público só para vocês, não é mesmo?

Haja hipocrisia!!

9) É uma PPP tipicamente brasileira. Apesar da gastança de meio bilhão, a cidade foi humilhada pela CBF e pela Fifa e ficará fora da Copa das Confederações, em 2013. Mas isso é só a cereja do bolo dessa operação de lesa-cidadão.

R - E seu texto é tipicamente idiota e estúpido, baseado inteiramente na ignorância e na total e absoluta desinformação. 

Além disso, a cidade de SP ficará de fora da Copa das Confederações apenas porque as autoridades do estado (governador e prefeito, aos quais você critica nesse texto patético e mentiroso) demoraram demais para viabilizar a construção de um estádio novo e moderno, em condições de sediar jogos de uma competição internacional envolvendo grandes seleções.

Afinal, como é que um jornalista tão medíocre, ignorante e desinformado quanto esse pode ser colunista em página nobre daquele que se diz 'o maior jornal do Brasil', hein?

Link:


http://www1.folha.uol.com.br/fsp/opiniao/fz2407201103.htm

sábado, 23 de julho de 2011

Novo estádio do Corinthians viabiliza o jogo de abertura da Copa de 2014 em SP! - por Marcos Doniseti!

Novo estádio do Corinthians viabiliza o jogo de abertura da Copa de 2014 em SP! - por Marcos Doniseti!
 
Mesmo que aos trancos e barrancos, finalmente uma matéria da Grande Mídia (link: http://www1.folha.uol.com.br/fsp/esporte/fk2207201113.htm) esclarece que o estádio do Corinthians somente ficará tão caro em função da necessidade do mesmo de atender às exigências da FIFA para abrir a Copa do Mundo de 2014.

Originalmente, o novo estádio do Corinthians não tinha nada a ver com a Copa do Mundo de 2014. 

Na verdade, a construção do estádio era um compromisso de Andrés Sanchez, que se tornou o presidente do Timão no final de 2007, substituindo o defenestrado e odiado Dualib.

Desde o início, Sanchez disse que uma das suas prioridades era fazer o Corinthians ter o seu próprio estádio. E quando o projeto foi elaborado, o preço inicial do mesmo ficou em torno de R$ 350 a R$ 400 milhões.

Mas, como o prefeito Gilberto Kassab deseja que a abertura do Mundial de 2014 seja em SP, então os custos dispararam, pois a FIFA impõem inúmeras exigências para que um estádio esteja em condições de abrir uma Copa do Mundo. 

O presidente corintiano sempre deixou bem claro que o Corinthians jamais teria condições de de bancar, sozinho, a construção de um estádio de acordo com as condições que a FIFA exige para uma partida de abertura de Copa do Mundo.

Assim, Andrés Sanchez deixou bem claro que se os governos de SP (governo do estado e prefeitura) quisessem que o estádio do Timão fosse o local de abertuta da Copa de 2014, então eles teriam que pagar a diferença do valor das obras (originalmente em torno de R$ 350 milhões a R$ 400 milhões, como eu já disse aqui), pois o Timão jamais teria condições de construir um estádio no valor de R$ 800 milhões ou mais.

E é por isso que a prefeitura de SP (via incentivos fiscais baseados numa Lei de 2004, aprovada ainda na gestão da prefeita Marta Suplicy e que concede redução de impostos - ISS, IPTU e ITBI - para todos os investimentos feitos na Zona Leste de SP) e o governo do estado de SP estão injetando dinheiro na obra. 

E somente assim foi possível viabilizar o jogo de abertura da Copa do Mundo em SP.

Se não fosse pelo novo estádio corintiano o jogo de abertura jamais seria realizado na capital paulista. 
 
Nem a Arena Palestra , do Palmeiras, teria condições de abrir um jogo de Copa de Mundo. O novo estádio palmeirense pode até ser o local de algumas partidas da Copa, mas jamais estará em condições de abrigar um jogo inaugural de Copa do Mundo.

Assim, sem o novo estádio do Timão para abrir a Copa de 2014, seria necessário construir um novo estádio, totalmente bancado pelo setor público, e o custo dele seria, portanto, muito maior do que o valor que está sendo injetado para viabilizar a construção do estádio corintiano, pois do total a ser gasto na construção do estádio do Corinthians, R$ 400 milhões serão assumidos e pagos pelo clube. 

Portanto, questiono: Qual a culpa que o Corinthians tem pelo fato que os governos de SP (estadual e municipal, principalmente o prefeito Kassab) quiseram bancar o valor adicional necessário para que o novo estádio  do Timão seja o local de abertura da Copa de 2014??

Nenhuma, é claro.

Logo, com ou sem jogo de abertura de Copa do Mundo, o estádio do Timão seria construído.

Com 7 jogadores de clubes de aluguel, São Paulo FC vira paraíso de empresários!

Com 7 jogadores de clubes de aluguel, São Paulo FC vira paraíso de empresários!

da Folha de S.Paulo

Com uma aposta em atletas jovens e política financeira apertada, o São Paulo se tornou a casa preferida dos jogadores de empresários.


Entre os 12 maiores times brasileiros, a equipe do Morumbi é a que mais possui atletas em seu elenco principal com contratos vinculados a clubes de fachada.

Dos 32 jogadores do seu grupo profissional, sete pertencem a esses times de aluguel. O Vasco, com seis nomes nessa situação, é quem mais chega perto do índice.

Segundo o vice de futebol são-paulino, João Paulo de Jesus Lopes, esse dado não é nada mais do que a prova de que os investidores veem o clube como um grande parceiro, uma ótima vitrine.

Mas isso reflete também a forma como o clube se comporta no mercado e tenta evitar os gastos. Para trazer o lateral direito paraguaio Iván Piris, do Cerro Porteño, recorreu à ajuda do grupo do empresário Gustavo Arribas, ligado ao iraniano Kia Joorabchian, presidente da MSI na parceria com o Corinthians.

Foi o fundo do argentino que pagou os US$ 3,6 milhões (R$ 5,6 milhões) pelo jogador, que será registrado no Deportivo Maldonado, um pequeno time uruguaio, e emprestado ao São Paulo.

"Para o jogador, não faz diferença. A questão é que a legislação da Fifa serve para proteger os clubes", diz Nick Arcury, empresário do atacante Willian José, que também é de Arribas.

Os clubes de aluguel são uma manobra de agentes e fundos de investimento para driblar a regulamentação da Fifa que permite que apenas times de futebol sejam donos dos direitos dos jogadores.

Equipes como Deportivo Maldonado, Desportivo Brasil, que pertence à Traffic, Tombense, do empresário Eduardo Uram, e Rentistas-URU, do agente Juan Figer, todas com jogadores no São Paulo, têm como função principal intermediar negociações para times que servirão como vitrine. E, assim, aumentar o lucro gerado por uma futura venda, de preferência para a Europa.

"É tudo legal. O parceiro privado quer o lucro, e nós desejamos o jogador. É uma forma de os dois ficarem contentes", afirma Jesus Lopes.

Segundo ele, o São Paulo só aceita uma parceria se ficar com pelo menos 20% dos direitos econômicos do jogador, permanecer com ele por um ano e meio e, principalmente, tiver a palavra final sobre uma eventual venda.

"Ganhamos dinheiro com os jovens formados aqui", completa o cartola, ressaltando que o time não costuma negociar parcelas dos direitos das crias de sua base para levantar dinheiro. (RR)

Link:
http://www1.folha.uol.com.br/fsp/esporte/fk2307201109.htm


Meu Comentário!

Quer dizer que, na hora do aperto, o tricolor paulista apela até para o Kia Joorabchian, é?

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Receita do Itaquerão terá destino compulsório para pagar obras!

Receita do Itaquerão terá destino compulsório para pagar obras

BERNARDO ITRI e RODRIGO MATTOS

O contrato entre Corinthians e Odebrecht vai prever que rendas do estádio de Itaquera serão usadas obrigatoriamente para pagar a construção. As receitas nem passarão pelos cofres do clube. Foi o que informou a empreiteira à Folha.


Obras no terreno onde ficará o Itaquerão; clique na foto e veja galeria
Obras no terreno onde ficará o Itaquerão; clique na foto e veja galeria

A diretoria corintiana admitiu que as receitas da arena são as garantias para a quitação da dívida da obra. O estádio está orçado hoje em R$ 820 milhões. Mas há divergência entre Odebrecht e Corinthians em relação à destinação da renda que sobra após a quitação das parcelas da obra.

O contrato não foi assinado. A empreiteira quer fazê-lo na próxima semana, e o clube não tem pressa. Entre as rendas, estão bilheteria dos jogos, camarotes e direitos sobre o nome.

"O fundo será detentor do terreno, de direitos e receitas do empreendimento", disse o diretor da Odebrecht Participações em São Paulo, Carlos Armando Paschoal.

Nesse fundo, os recursos vão prioritariamente para o banco repassador (a ser definido). Isso porque a entidade financeira pegará o empréstimo de R$ 400 milhões com o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) para as obras e terá de quitar a dívida.

Os pagamentos começam três anos após o acordo com o BNDES. A partir daí, o empréstimo será pago em dez anos, com juros de 11% ao ano, incluindo comissão.

"Temos certeza de que vamos ganhar R$ 120 milhões. Dá para pagar R$ 45 milhões de parcela por ano e sobra para o clube", declarou o diretor de marketing corintiano, Luis Paulo Rosenberg.

Mas, segundo a Odebrecht, se houver lucro após o pagamento da dívida, não irá diretamente para o Corinthians, e sim para o fundo.

"A direção do fundo pode destinar o dinheiro para o Corinthians se houver um acúmulo significativo [de recursos]", afirmou Paschoal.

A diretoria do clube discorda: disse que a renda extra vai direto para seus cofres. Pela versão da Odebrecht, o banco privado será o sócio principal, a empreiteira, a segunda, e o clube, cotista "subordinado", disse Paschoal.

O resto da arena será pago pelos incentivos fiscais da prefeitura, que somam R$ 420 milhões. Esses também não passam pelo clube.

E o Corinthians pode ter de pagar direto parte das obras iniciais de R$ 30 milhões. O valor está incluído no total. Se o fundo não for criado até agosto, o clube terá de quitar uma parcela disso.

Link:
http://www1.folha.uol.com.br/esporte/946559-receita-do-itaquerao-tera-destino-compulsorio-para-pagar-obras.shtml

quarta-feira, 20 de julho de 2011

São Paulo Futebol Clube recebeu dinheiro público para a construção do Morumbi! - por Marcos Doniseti!

São Paulo Futebol Clube recebeu dinheiro público para a construção do Morumbi! - por Marcos Doniseti!

O estádio do Morumbi, na época da sua construção. 

Algumas pessoas e veículos de comunicação reclamam que muitas obras e investimentos de clubes de futebol (como estádios, Centros de Treinamento, etc) recebem incentivos fiscais dos governos federal, estadual e municipail.

Mas isso não é nenhuma novidade no Brasil. A prova está aqui.

O Sâo Paulo F.C. recebeu, sim, dinheiro público para fazer o Morumbi. Se alguém tem alguma dúvida a respeito, entâo vejam isso:

1) Pesquisa em bases de dados



Projeto:
PL 261   22/06/1960
Processo:
4327/1960
Promovente:
BRASIL VITA
Ementa:
CONCEDE O AUXILIO ESPECIAL DE CR$ 50.000.000,00, AO SAO PAULO FUTEBOL CLUBE, PARA TERMINO DAS OBRAS DO ESTADIO CICERO POMPEU DE TOLEDO, NO MORUMBI, MEDIANTE CESSAO PELO MESMO DA PRACA DE ESPORTES PARA OS JOGOS OLIMPICOS PAN-AMERICANOS DE 1963
Observação:
ARQUIVADO
Assunto:
AUXILIO FINANCEIRO / SAO PAULO FUTEBOL CLUBE / CONSTRUCAO / ESTADIO CICERO POMPEU DE TOLEDO / ESTADIO DO MORUMBI / CESSAO / JOGOS PANAMERICANOS
Pareceres:
431/1961   COMISSAO DE JUSTIÇA    DOM 28/06/1961
118/1961   COMISSAO DE CULTURA    DOM 21/09/1961
311/1961   COMISSAO DE FINANÇAS E ORÇAMENTO    DOM 18/11/1961




http://camaramunicipalsp.qaplaweb.com.br/cgi-bin/wxis.bin/iah/scripts/?IsisScript=iah.xis&lang=pt&format=detalhado.pft&base=proje&form=A&nextAction=search&indexSearch=^nTw^lTodos%20os%20campos&exprSearch=P=PL2611960



2) Link: Doação de Cr$ 10 milhões de Cruzeiros ao SPFC para o prosseguimento das obras do Morumbi (Lei 5.073 de 31/10/1956)

http://camaramunicipalsp.qaplaweb.com.br/iah/fulltext/leis/L5073.pdf


3) Lei 4.811, de 21/10/1955, que concede isenção de impostos ao SPFC para a construção de estádio destinado a competição e prática de esportes:

http://camaramunicipalsp.qaplaweb.com.br/iah/fulltext/leis/L4811.pdf

4) Doação de terreno para a construção do Morumbi, feita pela Imobiliária e Construtora Aricanduva, que pertencia ao Adhemar de Barros, o mais poderoso político do estado de São Paulo na época. A prefeitura de São Paulo concordou com a doação, mas exigiu que o clube construísse um estacionamento com 25000 metros quadrados e um parque infantil aberto ao público e que deveria ser mantido pelo SPFC.

Apesar disso, o SPFC nunca fez nem o estacionamento e nem o parque infantil.

http://spfcpedia.blogspot.com/2008/08/obteno-do-terreno-do-morumbi.html

Andrés se emociona e garante abertura da Copa de 2014 no Fielzão!

Andrés se emociona e garante abertura da Copa de 2014 no Fielzão

 

Presidente corintiano exaltou benefícios para a Zona Leste. Ministro Orlando Silva quer adiantar decisão da FifaGilberto Kassab e Andrés Sanchez chegaram juntos para evento em Itaquera (Foto: Guilherme Palenzuela)

do Lance!   -  Guilherme Palenzuela - Publicada em 20/07/2011 - São Paulo (SP)

O presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, garantiu, na manhã desta quarta-feira, que a abertura da Copa do Mundo de 2014 será no Fielzão. O anúncio foi feito em evento realizado no terreno do futuro estádio corintiano, no qual o prefeito Gilberto Kassab sancionou a lei de incentivos fiscais para a construção da arena do Timão.

- A abertura da Copa será em Itaquera, vocês podem ter certeza - disse Sanchez, que chegou a se emocionar enquanto Kassab discursava.

A informação, contudo, não é oficial, já que a Fifa faz uma série de exigências para que uma cidade seja escolhida como sede do primeiro jogo do Mundial. A entidade máxima do futebol já aceitou as garantias financeiras apresentadas pelo Corinthians e pela Odebrecht para a construção da arena, mas só divulgará oficialmente o local da abertura em outubro.

A cerimônia ainda contou com a participação do governador Geraldo Alckmin, vereadores da cidade de São Paulo que apoiaram a lei de benefícios fiscais para a região e do ministro do Esporte, Orlando Silva, que promete tentar adiantar a decisão da Fifa quanto à escolha da sede da abertura.

- A presidente Dilma Roussef ficou feliz com o desfecho. Agora o Governo considera a questão das arenas equalizada. Ontem (terça-feira) protocolei um pedido no Comitê Organizador Local para que o anúncio sobre abertura e encerramento saia o mais rápido possível - afirmou Orlando Silva.

O mandatário alvinegro também fez questão de argumentar contra os questionamentos de quem contesta os incentivos fiscais para a obra do estádio e destacou que a população local é que será a maior beneficiada com a construção da casa alvinegra.

- Essa é a nova Zona Leste. Este é um incentivo pelo lado humano, que é muito mais importante do que o Corinthians - afirmou Sanchez.

Orlando Silva também comentou sobre a importância do Fielzão para a região no qual está localizado e rasgou elogios para os moradores de Itaquera.

- Em nenhum outro momento vi uma comunidade abraçar tanto um projeto como este - comentou o ministro.

Na última terça-feira, o Corinthians anunciou que entrou em acordo com a Odebrecht sobre o valor da obra, fixado em R$ 820 milhões

Link:

terça-feira, 19 de julho de 2011

Corinthians oficializa Itaquerão ao custo de R$ 820 milhões!

Corinthians oficializa Itaquerão ao custo de R$ 820 milhões!

Clube diz que chegou a um acordo com a Odebrecht para a construção do estádio

19 de julho de 2011 - AE - Agência Estado

SÃO PAULO - O Corinthians anunciou na tarde desta terça-feira, por meio do seu site oficial, que chegou a um acordo com a Odebrecht para que a construtora seja a responsável pela construção do Itaquerão, nos moldes exigidos pela Fifa, a fim de possibilitar que o novo estádio receba a abertura da Copa do Mundo de 2014. De acordo com o clube, a obra foi orçada em R$ 820 milhões.

Werther Santana/AE - 13/07/2011

Local de abertura da Copa, estádio ainda não saiu do papel

O Itaquerão, segundo o Corinthians, irá fazer uso das linhas de financiamento disponíveis para a Copa do Mundo. A garantia financeira do negócio será assegurada "inicialmente" pela Odebrecht Participações e Investimentos S.A, braço da empresa que atua no investimento em setores de infraestrutura, transportes, logística, arenas esportivas e irrigação.

A obra será tocada pela Odebrecht Infraestrutura, que trabalha na execução de projetos nos setores de transportes, mineração, saneamento, arenas esportivas, irrigação e logística. O projeto vencedor foi feito pelo Escritório Coutinho, Diegues, Cordeiro Arquitetura.

A contratação da obra acontecerá pelo regime de custo fixo. De acordo com o clube, o custeio será divido em duas fontes. O Corinthians arcará com o "custo do seu estádio", enquanto os Certificados de Incentivo ao Desenvolvimento (CID), que serão concedidos pela Prefeitura de São Paulo, fornecerão os recursos para a adequação do Itaquerão aos padrões Fifa para receber a abertura da Copa.

Na nota, o Corinthians argumenta a favor da concessão das CID''s e diz que as obras de infraestrutura complementares à construção do estádio serão providas pelo Governo do Estado.

O clube ainda agradece um "verdadeiro mutirão de solidariedade" para que São Paulo pudesse abrigar a abertura. Lista o prefeito Gilberto Kassab e seus "laboriosos" secretários, os vereadores da cidade, o governador Geraldo Alckmin e seu antecessor José Serra, além dos respectivos secretários, o governo federal - Lula e Dilma, únicos citados nominalmente -, o ministério do Esporte, o BNDES, e a Odebrecht.

 Link:

http://www.estadao.com.br/noticias/esportes,corinthians-oficializa-itaquerao-ao-custo-de-r-820-mi,746993,0.htm



Links:

Andrés Sanchez anuncia construção do estádio do Corinthians:

http://esportes.estadao.com.br/noticias/futebol,presidente-do-corinthians-anuncia-construcao-do-estadio,594548

Presidente do Corinthians anuncia a construção do Estádio do Timão, que terá custo inicial de R$ 300 milhões, mas se for usado na Copa do Mundo ficará mais caro:

http://globoesporte.globo.com/futebol/times/corinthians/noticia/2010/08/conheca-o-fielzao-o-estadio-do-corinthians-para-copa-do-mundo.html

Estádio do Corinthians terá custo de R$ 335 milhões; Acordo foi fechado entre Corinthians e Odebrecht:

https://esportes.terra.com.br/futebol/copa-2014/estadio-do-corinthians-sera-financiado-pelo-bndes,91ba58cdd459a310VgnCLD200000bbcceb0aRCRD.html

Andrés Sanchez anuncia construção do estádio do Corinthians:

http://esportes.r7.com/futebol/times/corinthians/area-publica/noticias/presidente-do-corinthians-anuncia-estadio-como-maior-presente-da-nacao-corintiana-20100901.html

Andrés Sanchez anuncia construção do estádio do Corinthians:

http://esporte.ig.com.br/futebol/2010/08/13/presidente+do+corinthians+anuncia+construcao+do+estadio+9562966.html

Chico Lang - Corinthians teria desistido de contratar Tevez!


Segundo a Revista , Tevez no Corinthians já era. Bem que avisei. Sanchez cedeu às pressões políticas e desisitiu do negócio.
 
 
http://twitter.com/#!/chicolangreal 

Carlos Tevez já é do Corinthians, diz ESPN inglesa!

domingo, 17 de julho de 2011

Manchester City aceita a oferta do Corinthians por Tevez!

Manchester City aceita a oferta do Corinthians por Tevez!


 É o que diz a reportagem abaixo, pelo menos, publicada no site do 'Daily Star'.

A matéria diz que o time inglês ficou surpreso com a determinação do Corinthians em contratar o jogador e que está disposto a terminar com essa novela que se arrasta desde o final do ano passado.

Além disso, os dirigentes do ManchesterCity preferem vendê-lo para um time da América do Sul do que da Europa, onde Tevez poderia vir a enfrentá-los.

Nesta segunda-feira será feita uma última consulta com Tevez para saber se ele não quer mesmo ficar.

Mas o próprio Mancini já disse que não vale a pena manter um jogador se ele está infeliz.

Link:

http://www.dailystar.co.uk/football/view/201707/Manchester-City-set-to-OK-40m-Carlos-Tevez-bid/

Corinthians foi o clube brasileiro que mais faturou com patrocínio e publicidade em 2010!

Clubes devem faturar 20% mais com patrocínio em 2011 - por Maria Cristina Frias! - da Folha de S.Paulo

As receitas dos clubes de futebol do Brasil e da CBF com patrocínio e publicidade devem chegar a R$ 679 milhões neste ano, com alta de 20% sobre o ano passado.

A projeção é da consultoria BDO RCS, que divulga nesta semana relatório com o balanço fechado de 2010.

No ano passado, porém, o ritmo de crescimento foi maior, de 30%.

"Em 2010, o crescimento foi impulsionado pela evolução acima da média de alguns clubes como Flamengo, Palmeiras e Atlético-MG", diz Amir Somoggi, diretor da área de esporte da BDO RCS.

O Corinthians foi o que mais faturou com patrocínio e publicidade, com R$ 47,3 milhões, seguido pelo Flamengo, com R$ 44,2 milhões.

O Atlético-MG foi o que teve a maior alta (536%). O São Paulo, a maior queda (-43%).

Esses recursos ganham cada cada vez mais importância para os clubes. "A fatia no total do faturamento deve atingir 19% neste ano, ante 9% em 2003", diz Somoggi.

Sozinha, a CBF deve representar 34% do total da receita neste ano. A participação, porém, tem diminuído. Em 2003, era de 53%.

"Apesar de a CBF ter abrangência mundial, os clubes brasileiros estão em exposição de segunda a segunda. É mais intenso que a CBF."

O que pode impedir avanço maior da receita é a falta de novos "players", segundo Cesar Gualdani, sócio-diretor da consultoria Sport+Markt.

"Os atuais patrocinadores não mudaram muito. São ações diversificadas de um patrocinador em vários clubes e fatiamento de espaços."

Na Europa, as receitas de patrocínio e licenciamento têm participação maior. "As ações são mais desenvolvidas. A fatia na receita total chega a 35%", diz Gualdani.

Link:
http://www1.folha.uol.com.br/fsp/mercado/me1707201101.htm

Corinthians eleva o faturamento e aumenta os investimentos com estádio, CT e novos jogadores!

Corinthians cresce renda e despesa


SÉRIE A - Clube amplia ganho com TV e gasto com contratações em 2011 - RODRIGO MATTOS - da Folha de S.Paulo

Surpreendente, o anúncio de que o Corinthians pretende contratar Carlos Tevez faz parte da política agressiva do clube de aumentar investimentos conforme crescem as receitas. Por enquanto, não há preocupação em reduzir a dívida com as rendas extras.

Uma demonstração disso são as contas corintianas nos primeiros quatro meses deste ano. Se os recursos aumentaram em ritmo forte, o mesmo se viu com os gastos.

O Corinthians arrecadou com televisão R$ 73 milhões apenas neste primeiro trimestre, um terço a mais do que todo o ano passado.

Esse montante foi inflado pelas luvas pagas pela assinatura do novo contrato com a Globo pelo Brasileiro, que é válido a partir de 2012. A emissora adiantou R$ 40 milhões ao fechar o acordo.

No mesmo período, o clube desembolsou R$ 36,1 milhões em contratações, valor que inclui o meia Alex, o mais caro, e Liedson. Outros R$ 5 milhões foram investidos no CT do clube.

"O que é importante é que não estamos trocando o aquário. São investimentos relevantes que tornam o clube maior", contou o vice de finanças do Corinthians, Raul Corrêa e Silva.

Em compensação, no mesmo período, o clube aumentou sua dívida líquida -total de débitos, menos crédito e dinheiro disponível. Cresceu R$ 15,4 milhões esse montante em apenas quatro meses.

Para a diretoria corintiana, isso não é um problema porque os compromissos a pagar se tornam menores em relação à receita anual.

Na cúpula do clube, há sempre uma discussão entre a área financeira e os setores de futebol e de marketing. Os cartolas das finanças pregam conservadorismo, e os outros querem gastar mais.

"Sempre avaliamos os investimentos. Mas acho que estão sendo feitos dentro de uma base [financeira]", analisou Corrêa e Silva.

Esse debate tende a ganhar mais importância porque a receita corintiana será ainda maior nos próximos anos. As despesas, também.

Para as próximas temporadas, há contratos que garantem rendas de R$ 320 milhões em quatro anos, quase tudo com TV. Nesse valor, só entra parte do Nacional, sem incluir o pay-per-view e renda variável, e o Paulista.

Os gastos também tendem a crescer. A oferta inicial do Corinthians ao Manchester City por Tevez, por exemplo, bateu nos R$ 90 milhões.

No caso do estádio, a empreiteira Odebrecht dá as garantias. Mas, pelo acordo feito, o Corinthians fica devedor de qualquer montante gasto pela empresa e tem que usar suas rendas para pagar.

O clube, de fato, ficou maior. Os riscos, também.


Link:
http://www1.folha.uol.com.br/fsp/esporte/fk1707201122.htm

Financial Fair Play endurece as regras para os clubes de futebol da Europa!

Financial Fair Play, novas regras para os clubes europeus - do
Agremiações deverão seguir determinações da Uefa para manterem sua estabilidade econômica
 Equipe Universidade do Futebol
Em 2010, os maiores clubes europeus foram avisados pela Uefa que deveriam fazer todos os esforços para conter custos em função das receitas geradas. Na Inglaterra, clubes como o Chelsea e o Manchester City foram obrigados a converter suas dívidas em ações a fim de ir de encontro às regras estabelecidas pela Uefa, por meio do programa Financial Fair Play (FFP).

Clubes como o Manchester United, Bolton e Everton continuam com graves problemas em cumprir os requisitos do FFP, devido às avultadas quantias de endividamento.

A aplicação do programa Financial Fair Play iniciado em 2009 é gradual e será executado durante um período de três anos, até ao final de 2012.

Assim, todos os clubes serão avaliados durante a temporada de 2013/14, estando previstas fortes sanções para quem não cumprir os requisitos propostos.

Funcionamento do Financial Fair Play

1. O Financial Fair Play é um sistema de controle das finanças, que tem como objetivo o saneamento financeiro dos clubes que participam das competições organizadas pela Uefa.

2. O Financial Fair Play pretende obrigar os clubes a não terem despesas superiores às receitas no conjunto das últimas três temporadas, gastando apenas o que têm e não o que podem vir a ter.

3. Os cálculos do Financial Fair Play incidem principalmente nas receitas de direitos de TV, bilheteria, publicidade, patrocínios e transferências de jogadores.

As despesas incluem custos operacionais, custos com pessoal, transferências de jogadores e amortizações dos seus passes.

Não estão incluídas as atividades do futebol de formação e atividades extra futebol.

4. O Financial Fair Play entra em vigor na temporada de 2013/14, no entanto já serão levados em conta os exercícios dos clubes correspondentes às temporadas de 2011/12 e 2012/13.

5. No início da avaliação (em 2013/14), os clubes não podem registrar perdas superiores a 45 milhões de euros no conjunto das duas temporadas anteriores (2011/12 e 2012/13).

Em 2014/15 os clubes não podem registrar perdas superiores a 45 milhões de euros nas três temporadas anteriores (2011/12, 2012/13 e 2013/14). De 2015/16 a 2017/18 as perdas não podem ser superiores a 30 milhões de euros.

6. Sempre que um clube apresentar perdas superiores a 5 milhões de euros, passa a estar sob avaliação do Painel de Controle de Finanças dos Clubes da Uefa.

É então obrigado a apresentar relatórios trimestrais e planos para solucionar o problema. Se o clube ultrapassar os limites previstos nos pontos anteriores é aberto um processo disciplinar pela Uefa.

7. As sanções disciplinares são avaliadas individualmente levando em conta a situação do clube e podem passar pela (a) suspensão da atividade desportiva, (b) exclusão da competição, (c) retirada de pontos nas competições europeias, (d) proibição de inscrição de jogadores.

Fonte: Futebol Finance - www.futebolfinance.com
Link:
http://www.cidadedofutebol.com.br/Jornal/Noticias/Detalhe.aspx?id=14800

Por que o Corinthians subiu de produção e lidera o Brasileirão jogando o fino da bola!

Por que o Corinthians subiu de produção e lidera o Brasileirão jogando o fino da bola! - por Marcos Doniseti!

Muitos se questionam porque o Corinthians subiu tanto de produção após o final do Paulistão, quando perdeu a decisão para o Santos, e lidera o Brasileirão de forma invicta, com 8 vitórias e 1 derrota, e ainda está jogando um futebol bonito, ofensivo e com um jogo coletivo muito forte.

É comum ver, por exemplo, os atacantes do time participando da marcação na defesa, combatendo os adversários.

Afinal, o time titular do Corinthians praticamente não mudou desde então, embora vários reforços tenham sido contratados (Renan, Emerson Sheik, Alex) mas nenhum deles é titular do time, por enquanto.

O fato concreto é que o Corinthians está sendo bem dirigido, dentro e fora de campo.

Se o Tite tivesse sido mandado embora no início do ano, chegaria um novo técnico, que começaria um trabalho a partir 'do zero', e que talvez não tivesse um relacionamento tão bom nem com a diretoria e nem com os jogadores.

E mesmo que isso acontecesse, o novo técnico precisaria de vários meses para conseguir dar um padrão de jogo e entrosar o time. Talvez o Corinthians até conseguisse jogar um bom futebol, depois disso, mas quando isso começasse a acontecer, já seria tarde demais.

Daí, o Timão terminaria o campeonato lá pela 5a. ou 6a. posição.

Além disso, o time titular do Corinthians mudou pouco entre o final do Paulista e o início do Brasileirão.

De novidade no time titular, mesmo (na maioria dos jogos do Brasileirão), tivemos só a entrada do Welder (que está substituindo o Alessandro, contundido) e a saída do Dentinho. Os outros já faziam parte do elenco.

O que aconteceu foi que a manutenção do Tite no comando do time, mesmo depois da eliminação na Libertadores e da perda do título paulista para o Santos, permitiu que ele continuasse com o seu trabalho e tivesse tempo para dar um padrão tático definido para o time e entrosar a equipe.

Além disso, Tite conseguiu desenvolver um bom relacionamento com os jogadores, que entram em campo e cumprem com as suas determinações. Ele tem o comando do time, o que nem sempre acontece com todos os técnicos. Basta ver o exemplo do Carpegiani, demitido há poucos dias do São Paulo.

E foi tudo isso que fez com que o Corinthians subisse tanto de produção no Brasileirão e, agora, já esteja sendo considerado, mesmo estando ainda na 9a. rodada do campeonato, como o maior favorito para a conquista do título.

Por que Messi joga muito melhor pelo Barcelona do que pela Argentina? - por Marcos Doniseti!

Por que Messi joga muito melhor pelo Barcelona do que pela Argentina? - por Marcos Doniseti!

Neste jogo ficou claro porque Messi rende bem menos quando joga pela Argentina do que quando atua pelo Barcelona.

1) A Argentina não tem um meia de criação de jogadas e Messi acaba assumindo a função.

Daí, Messi tem que armar e atacar ao mesmo tempo, se desgastando mais rapidamente.

No Barcelona, ele nem se preocupa com a criação de jogadas, pois tem Xavi e Iniesta que fazem isso o tempo inteiro de forma brilhante.

Com isso, sem tantas responsabilidades, Messi se preocupa apenas em mostrar o que sabe (e ele sabe muito)  em brilhantes jogadas individuais.


2) A Argentina não tem alas ou pontas que saibam jogar pela linha de fundo (nos dois lados do campo, direito e esquerdo).

Com isso,  o jogo fica afunilado pelo meio, que é exatamente onde o Messi atua durante quase todo o tempo.

Assim, o meio fica congestionado com uns '200 jogadores' e Messi passa a ter muito mais dificuldades para fazer as suas jogadas (como driblar em velocidade, que é a sua marca registrada) devido à falta de espaço. E quando ele tenta fazer sempre aparecem vários adversários para impedir, é claro, devido ao afunilamento do jogo argentino.



E sem alas para apoiar, Messi também não tem com quem tabelar e criar jogadas de ataque, como ocorre no Barcelona, onde Pedro e Daniel Alves exercem essa função junto com ele pelo lado direito.


Assim, está explicado porque Messi joga muito melhor pelo Barcelona do que pela Argentina.

O conjunto do Barcelona é melhor, mais entrosado, mais completo do que o da seleção da Argentina e, no time catalão, Messi se preocupa apenas em jogar o que sabe, deixando as outras funções para outros excelentes jogadores do time.

Argentina joga quase 50 minutos com um jogador a mais e nem assim consegue derrotar o Uruguai! - por Marcos Doniseti!.



Argentina joga quase 50 minutos com um jogador a mais e nem assim consegue derrotar o Uruguai! - por Marcos Doniseti!
Entre os principais aspectos negativos da Argentina, temos:
1) A Seleção Argentina não tem um meia de criação de jogadas (como o Brasil, que tem o Ganso, por exemplo). Ela até possui jogadores que sabem fazer isso, mas o técnico não os convoca, sabe-se lá por qual motivo. Exemplos: Conca e D'Alessandro.
2) Sem um meia de criação, Messi assume a função de criar as jogadas de ataque.
Assim, Messi fica sobrecarregado, tendo que atuar como armador e atacante ao mesmo tempo, cansando mais rapidamente. Ontem, já no 2o. tempo da partida, Messi estava 'pregado' em campo.
3) O goleiro argentino é fraquíssimo e a zaga argentina é um horror nas jogadas aéreas.

O Uruguai ganhava quase todas as jogadas aéreas sobre a área argentina e foi assim que os uruguaios marcaram o seu gol e levaram perigo, em várias oportunidades, contra o gol argentino.


4) A Seleção Argentina não possui alas e assim, não há quem faça boas jogadas pela linha de fundo, nem pela esquerda e nem pela direita. No lado direito, inclusive, jogou Zabaleta, que é zagueiro.

Daí, isso acaba afunilando o jogo pelo meio, o que facilitou o já bom trabalho de marcação feito pelos uruguaios, consagrando os volantes e zagueiros da Celeste Olímpica.


Com tantos problemas do lado argentino, assim, não foi surpresa que o Uruguai tenha conseguido manter o empate, mesmo com um jogador a menos, durante quase 50 minutos.


Quanto à Messi, ele foi o melhor jogador no 1o. tempo, disparado, mas cansou no 2o. tempo.

Com a queda de rendimento de Messi, o time argentino caiu junto com ele, o que facilitou o trabalho para os uruguaio de manter o empate.

Assim, a seleção do Uruguai, mesmo com 10 jogadores em campo durante quase 50 minutos, soube segurar o placar até que Mascherano fez uma falta boba na lateral e na altura do meio-de-campo e foi expulso, facilitando o jogo uruguaio de manter o placar e tentar liquidar a partida em alguma jogada de contra-ataque, principalmente pelo alto.

No fim, a luta uruguaia foi recompensada ao derrotar os argentinos na cobrança de pênaltis por 5 X 4.

sábado, 16 de julho de 2011

Corinthians descobre escudo 'perdido' e já projeta venda; veja!

Corinthians descobre escudo 'perdido' e já projeta venda; veja

da Folha.com

O Corinthians, por meio de seu site oficial, divulgou um símbolo recém-descoberto, nesta sexta.

Segundo o portal, o clube usou o uniforme, com este escudo --o segundo da história do time-- em todo o ano de 1914.

O retrato exposto no site é de um jogo contra o Germânia, atual Pinheiros, naquele período.

Na foto que mostra a equipe corintiana, há também a primeira comprovação da existência da camisa bege.

O clube já planeja a venda do uniforme com o símbolo recém-descoberto para o dia 1º de setembro, quando completa 101 anos de existência.

Link:
http://www1.folha.uol.com.br/esporte/944621-corinthians-descobre-escudo-perdido-e-ja-projeta-venda-veja.shtml

Reprodução/Corinthians.com.br
Reprodução do site do Corinthians, que mostra o escudo recém-descoberto
Reprodução do site do Corinthians, que mostra o escudo recém-descoberto              

Sem alarde, Mano expõe problemas táticos do Brasil!

Sem alarde, Mano expõe problemas táticos do Brasil

Desde a estreia, técnico faz mudanças na forma de o time jogar

Mano Menezes (Foto: Mowa Press)  
Mano Menezes vai tentando organizar o time (Foto: Mowa Press)

Alexandre Lozetti Bruno Braz
- Publicada em 16/07/2011

Mano Menezes não altera o tom de voz, não dá declarações polêmicas e, na opinião da maioria, não rende boas manchetes. Mas em suas entrevistas é possível detectar as mudanças que o técnico exige da  Seleção para eliminar o Paraguai, amanhã, nas quartas de final.

Desde a estreia contra a Venezuela, o comandante corrigiu aspectos importantes, como a movimentação dos homens de frente. Sem linha, com variação de lados. Uma das mudanças mais significativas foi tirar Alexandre Pato de dentro da área.

– Mano me falou no treino que eu devia abrir ou voltar para pegar a bola, lá dentro a marcação fica muito em cima. Deu certo, fiz os dois gols.

Na primeira fase da Copa América, o Brasil só empatou com os paraguaios graças a um gol de Fred nos últimos minutos. Amanhã, em La Plata, o confronto vale mais. Vale uma vaga na semifinal do torneio. Por isso, Mano acha importante enfrentar uma equipe já conhecida, embora preveja surpresas também do rival, seu amigo Tata Martino.

– Sou técnico e penso que temos condições de preparar melhor a equipe contra adversários conhecidos. Vamos sofrer a mesma coisa pelo Paraguai, que tem um técnico muito competente. Serão estratégias bem definidas – elogiou o chefe.

A cartilha do professor Mano está dada. Cabe aos atletas estudar para levar a Seleção Brasileira adiante.


Jadson, dessa vez, ficará no banco

O meia Jadson foi a grande surpresa da Seleção no primeiro duelo diante do Paraguai, na primeira fase. Entrou, deu ótimo passe para Alexandre Pato, fez um gol, levou cartão amarelo, foi substituído no intervalo e não apareceu mais na equipe.

Agora, às vésperas de reencontrar o rival, o jogador voltou a ter seu nome falado. Utilizado para surpreender taticamente os paraguaios, dessa vez ele ficará no banco. Mano, no entanto, deixa a escalação em aberto.

– Fizemos jogos com as duas formações, então ambas são coerentes – despistou.

Só que a atuação do setor ofensivo na goleada por 4 a 2 diante do Equador deixou Mano Menezes animado. Ele vai reeditar a formação em prol do entrosamento para tentar chegar à decisão no ponto ideal.

– É importante ter a afirmação de uma ideia e avançar nisso. Saímos de um jogo com a convicção de que estamos mais consistentes – afirmou o comandante do time.

Bate bola com Mano Menezes, técnico da Seleção Brasileira
Você está contente com a cobertura dos zagueiros da Seleção?
Estou. Com exceção do jogo contra o Paraguai, quando tivemos erros. O posicionamento é bom. Nada que exija correções drásticas.

É preciso acelerar mais as jogadas ofensivas daqui para frente?
Isso só é possível com entrosamento maior.  Quando a bola chega numa faixa de campo em que o jogador não tem tempo para dominar, levantar a cabeça, esse entrosamento resolve. Ele sabe onde o companheiro está. Aí consegue acelerar. A melhora ofensiva é questão de tempo.

O Maicon fez aquilo que você espera do lateral contra o Equador?
Gosto que o lateral apareça de vez em quando, mas quando apareça faça algo importante para a equipe. Podemos chegar mais vezes, desde que signifique algo positivo. Não adianta tomar bola nas costas, ter de mexer na cobertura do lateral.

Acredita num jogo diferente do que foi o empate da primeira fase?
A tensão aumenta porque o custo do jogo é vale mais. Não se sabe se o Paraguai virá da mesma forma, mas pensamos na Seleção.
Link:
http://www.lancenet.com.br/copaamerica/Mano-expoes-problemas-taticos-Brasil_0_517748490.html

Mantido após pressão, Tite vira unanimidade no Timão!

Mantido após pressão, Tite vira unanimidade no Timão

Corinthians colhe frutos por permanência do treinador. Sequência, hoje, resulta em liderança isolada do Brasileirão

Tite e grupo(Foto: Edson Lopes Jr)  
Mesmo com turbulências, Tite conquistou o grupo corintiano com conversa e amizade (Foto: Edson Lopes Jr)
 
Felipe Bolguese e Guilherme Palenzuela - São Paulo (SP)
 
O sucesso do Corinthians, líder do Brasileirão com 92,6% de aproveitamento, é atribuído às convicções de Tite e à relação do técnico com o presidente, diretoria, atletas, comissão técnica e funcionários do clube.

O treinador agrada com uma particularidade: faz questão de ser amigo do porteiro do CT ao principal craque do time. Não foram poucas as vezes em que teve conversas particulares em sua sala, explicando por que um jogador não seria titular ou nem sequer relacionado.

Com programa de computador e trabalhos no campo, demonstra a melhor escalação e formação tática para enfrentar determinado rival. Até por isso, não é contestado por deixar estrelas como Alex e Emerson no banco. Willian é prova de quem entendeu que tinha de esperar, quando vivia melhor fase que o então titular Dentinho.

O trabalho que dá frutos hoje esteve em xeque no dia 2 de fevereiro, quando o Timão caiu de forma precoce da Copa Santander Libertadores, ao ser eliminado pelo Tolima.

Ainda em Ibagué (COL), Andrés jurou que ele não seria demitido. Mas o clima era ruim, e a pressão de conselheiros por sua saída era grande. O presidente repetiu o discurso dois dias depois, em conversa na sala de Tite, no CT Joaquim Grava, dizendo que estavam "no mesmo barco".

- Quero fazer um agradecimento público ao Andrés Sanchez. Ele entrou na sala, olhou para mim e falou: “Vamos redirecionar.” Eu estava doído, amargo, tinha o mesmo sentimento que o torcedor.

Quando vem essa palavra de apoio, aumento meu trabalho, aumento meu carinho, faço mais. É uma forma de retribuir a confiança. Eu só agradeço - contou Tite, nesta quinta-feira, após vencer o Internacional.

No fim de semana, o Corinthians bateu o arquirrival Palmeiras por 1 a 0, no Pacaembu, sem os ídolos Ronaldo e Roberto Carlos, que nunca mais atuariam pelo clube. Tite ganhou um "respiro" para o Paulistão e teve boa campanha, chegando à decisão.

Com a derrota para o Santos na final do estadual, sua saída voltou a ser cogitada, mas o movimento no clube contra ele já perdia força. A perspectiva era de melhora, ainda mais com os reforços que estavam por vir.

O Timão logo estreou no Nacional com vitória ao bater o Grêmio por 2 a 1 no Olímpico. Só empatou com o Flamengo, e ganhou todas as outras, sendo uma vitória a goleada por 5 a 0 sobre o São Paulo. Era a afirmação de um esquema bem definido, de uma linha de trabalho, do elenco bem montado.

Depois de bater o Vasco de virada por 2 a 1 no Pacaembu, Tite encontrou com o gerente de futebol Edu Gaspar e os diretores Duílio Monteiro Alves e Roberto de Andrade, antes de entrar no ônibus da delegação. Abraçou todos e recebeu um beijo de Roberto. Prova de uma relação que resistiu às crises e vem se fortalecendo, assim como a equipe na disputa do Brasileirão.

Pressionado, Andrés não 'deixou' Mano sair

Até mesmo Mano Menezes, que virou ídolo após as conquistas da Série B (2008), Campeonato Paulista e Copa do Brasil (2009), teve sua cabeça à prêmio no Corinthians. Com a eliminação da equipe na Libertadores de 2010 para o Flamengo, membros da principal torcida uniformizada do clube foram até a sala do presidente Andrés Sanchez e exigiram a saída do então treinador.

Mano chegou a entregar seu cargo. A atitude de Andrés? Convocou uma entrevista coletiva e anunciou que não só o havia mantido, como já tinha renovado o contrato até o fim de 2011. Depois, porém, o clube confirmou a queda do preparador físico Walmir Cruz, e de seus auxiliares, Marcos Lima e Antônio Carlos Bona.

O trabalho de Mano Menezes seguiu com bom aproveitamento no início do Brasileirão, até ele receber convite da CBF para ser o treinador da Seleção Brasileira. O mandatário liberou-o de imediato, mas até hoje não poupa brincadeiras quando se encontram, dizendo que ficou uma dívida por ter deixado o Corinthians.

Principais forças do líder

1: A preparação física tem sido elogiada, inclusive pelos adversários deste Brasileirão. Eduardo Silva, chefe do departamento, é o responsável. Vale lembrar que o Timão quase não teve Libertadores durante o Paulistão, e não terá outra competição no segundo semestre, ao contrário de alguns rivais.

2: A defesa sofreu apenas quatro gols em nove jogos (média de 0,44/jogo). Mas a marcação não é mérito apenas do setor defensivo, formado por Chicão e Leandro Castán, e que tem Ralf como destaque. Sobram elogios para as ajudas dos atacantes Jorge Henrique, Willian e Liedson, trio de incansáveis. Até Emerson Sheik foge de suas características para voltar mais.

3: A força do elenco tem feito a diferença. Contra o Bahia, por exemplo, Paulinho estava suspenso e Edenilson entrou bem. O lateral-direito Alessandro é desfalque por lesão há tempos e Welder tem correspondido. O mesmo vale para as opções no meio (com Alex e Danilo) e no ataque (com Willian, Liedson, Jorge Henrique e Emerson). E Adriano ainda estreará em setembro.

4: Se a defesa é a melhor da competição, o ataque não deixa a desejar. O Timão já fez 17 gols, atrás apenas do Flamengo (18) neste quesito. A fase iluminada do volante Paulinho, do meia Danilo e dos atacantes Willian e Liedson tem dado ótimo poderio ofensivo à equipe, que foi às redes em todos os jogos até aqui.

Link:
http://www.lancenet.com.br/corinthians/Mantido-pressao-Tite-unanimidade-Timao_0_517748502.html

sexta-feira, 15 de julho de 2011

Ex-jogador do Corinthians, Paulo Borges morre aos 66!

Ex-jogador do Corinthians, Paulo Borges morre aos 66

da Folha.com

O ex-atacante corintiano Paulo Borges morreu aos 66 anos, nesta sexta-feira. Segundo a assessoria de imprensa do clube paulista, a causa da morte foi um câncer no pulmão.
O corpo do ex-atleta foi velado no cemitério da Saudade, na cidade de Americana, interior de São Paulo. O enterro será amanhã, às 8h30, no mesmo local.


Almeida Rocha - 13.mar.10/Folhapress
Ao lado de Flávio Minuano (à esquerda), Paulo Borges (à direita) recebe homenagem do Corinthians em 2010
Ao lado de Flávio Minuano, Paulo Borges (à direita) recebe homenagem do Corinthians em 2010
Paulo Borges nasceu no dia 24 de setembro de 1944 e ficou famoso ao fazer um gol contra o Santos, que ainda contava com Pelé, no dia 6 de março de 1968.

Naquela oportunidade, o Corinthians venceu o rival por 2 a 0 --Flávio Minuano marcou o outro tento-- e acabou com um tabu de 11 anos sem vitórias sobre o adversário (22 partidas).

Link:

http://www1.folha.uol.com.br/esporte/944169-ex-jogador-do-corinthians-paulo-borges-morre-aos-66.shtml

Reprodução
Reprodução da Folha de 7 de março de 1968 com o fim do tabu corintiano; clique na imagem e veja o arquivo
Reprodução da Folha de 7 de março de 1968 com o fim do tabu corintiano; clique na imagem e veja o arquivo

Reprodução
"Corinthians quebra o tabu com 2 gols", publicou a Folha de S.Paulo em 7 de março de 1968
"Corinthians quebra o tabu com 2 gols", publicou a Folha de S.Paulo em 7 de março de 1968