Time GRANDE!

Como você sabe que um time é Grande, mas GRANDE, mesmo? Quando os torcedores de TODOS os outros times torcem contra ele, oras!

Do proprietário deste blog, Marcos Doniseti.

domingo, 3 de abril de 2011

A verdadeira História do 'tricolor do Morumbi'!

A verdadeira História do SPFC!
Para quem duvida que o SPFC caiu para a Segunda Divisão do Campeonato Paulista, em 1990, e que disputou a 2a. Divisão do mesmo em 1991, aqui está a prova final. 


Você sabia que...

- Que o SPFC foi fundado em 1930 e faliu em 1935 por dívidas acumuladas?

- Que diante da enorme dívida, os dirigentes são paulinos, liderados por Paulo Machado de Carvalho, sugeriram extinguir o clube e serem incorporados pelo Clube de Regatas Tietê, que pagaria as dívidas e ficaria com o patrimônio do clube, incluindo a Chácara da Floresta, vizinha ao C.R.Tietê?

- Que alguns sócios se rebelaram contra a decisão, mas acabaram aprovando a fusão em Assembleia, pois do contrário teriam que assumir a dívida, e com a incorporação pelo Tietê, se livraram dela (Assembleia realizada em 14/01/1935)?

- Que desta forma, o título paulista de 1931 pertence legal e oficialmente ao Clube de Regatas Tietê, que usou o nome de "C.R.Tietê-São Paulo" até 1940 e que, existindo o clube até hoje, este permanece como detentor oficial do Paulista de 1931?

- Que o que salvou o clube de uma nova falência foi a fusão em 1938 com o C.A.Estudantes da Mooca? O novo time titular foi composto com 9 atletas do Estudantes e 2 do SPFC, que passou a mandar seus jogos na Moóca, sede do Estudantes.

- Que para "ajudar" financeiramente o SPFC, em 1938, Palestra e Corinthians disputaram o famoso "jogo das barricas", assim chamado pois colocaram barricas na entrada do Palestra Itália para o povo jogar dinheiro? Os dois clubes nada receberam e doaram a renda para ajudar o SPFC a pagar suas novas dívidas.

- Que neste "Jogo das Barricas", Porfírio da Paz (Presidente do SPFC), andou no meio das torcidas adversárias com uma bandeira esticada, para que os torcedores atirassem algumas moedas para ajudar o clube?

- Que tentaram a todo custo se apropriar do Palestra Itália, já que o Brasil havia declarado Guerra ao Eixo, e o governo havia baixado decreto permitindo a desapropriação de patrimônios de súditos de alemães, italianos e japoneses?

- Que na semana em que o Palestra mudou de nome, de Palestra para Palmeiras, os dois clubes se enfrentaram em final histórica no Pacaembu, em 20 de setembro de 1942, e o SPFC abandonou o campo aos 19 minutos de jogo, pela marcação de um pênalti para o Palmeiras, quando o placar estava 3 x 1 para estes?

- Que em dezembro de 1950, a Imobiliária Aricanduva (cujo dono era Adhemar de Barros) conseguiu empréstimo do Governo do Estado (o governador era o próprio Adhemar) para terraplanar e criar toda a infraestrutura em uma gleba na região do Morumbi? Um escândalo de corrupção na época, dentre vários do Adhemar, que viria a ser cassado anos depois. O bairro com todas as benfeitorias passa a se chamar justamente "Jardim Leonor", nome da esposa do Adhemar de Barros.

- Que em dezembro de 1951, um ano depois, o SPFC convida Laudo Natel (político ligado a Adhemar de Barros) para tesoureiro e este negociou a compra de 68 mil m2 na região, e "ganhou" (!!!) do Governo do Estado mais 90 mil m2, isso mesmo GANHOU do Governo do Estado 90 mil metros quadrados !!

- Que em 1966, Laudo Natel já havia se tornado Presidente do SPFC e ao mesmo tempo ocupava o posto de Vice-Governador do Estado quando o seu chefe, Adhemar de Barros, foi cassado por corrupção?

- Que o Governador determinou que os estudantes da rede pública vendessem carnês chamados "paulistão", para ajudar nas suas formaturas, e ao mesmo tempo coletando parte do dinheiro para a construção do Estádio?

- Que é justamente neste período da ditadura, da censura aos jornais, que sem explicar a origem do dinheiro, sem um clube de associados que pudesse gerar receita, sem rendas, que construíram um estádio que custou uma fortuna (aliás, quanto custou a construção do Morumbi? Realmente agradeço a informação, pois não consegui achar)?

- Que para as festas de inauguração do estádio pediram emprestados 2 jogadores do Palmeiras (Julinho e Djalma Santos), 2 do Corinthians (Almir e Ari) e 1 do Santos (Pelé, que contundido, não compareceu), para reforçar o time em partida contra o Nacional do Uruguai?

- Que no início dos anos 70, o Governador biônico Laudo Natel, acumulava o cargo de presidente do clube, e se sentava no banco de reservas nas partidas, fazendo pressão aos árbitros e Federação?

- Que nos dois jogos entre SPFC e Ponte Preta, pelo Paulista de 1970, o Governador teve participação decisiva no resultado? No primeiro jogo, em Campinas, o SPFC perdia e no intervalo o Governador chegou de helicóptero, pousou no meio do gramado, foi ao vestiário dos árbitros, e no segundo tempo o SPFC "virou" com uma sucessão de erros da arbitragem... E no segundo turno, no Morumbi, Arnaldo César Coelho "operou" a Ponte, com Laudo Natel supervisionando o esquema a beira do gramado.

- Que nas semi-finais do Brasileiro de 1981 o SPFC contratou 3 seguranças da Ponte Preta, Brandão, Maurinho e Chitão, para um trabalho especial no Morumbi. Jogavam SPFC e Botafogo. O Botafogo havia vencido o jogo de ida no Maracanã, e vencia novamente os SPFC, em pleno Morumbi, por 2 a 0. No intervalo, os 3 seguranças tiveram o acesso facilitado ao vestiário dos árbitros, que foram agredidos e receberam ameaças ainda maiores para o final do jogo. No segundo tempo o SPFC virou a partida, se classificou, e os seguranças foram levados de volta para Campinas... O árbitro Bráulio Zannoto, declarou ao longo da semana que foi agredido no vestiário por homens armados, e admitiu ter errado ao não paralisar o jogo ou ao menos relatar o ocorrido na súmula, por medo das consequências...

- Que em 1986 o SPFC teve novamente a ajuda decisiva da arbitragem (Aragão) na conquista do Campeonato Brasileiro, pela inversão de faltas, provocações e pressão sobre os jogadores do Guarani, conforme depoimento dos jogadores que atuaram aquela partida (ver ocasião parecida entre Flamengo x Atlético-MG, em 1981).

- Que em 1990 o SPFC foi rebaixado para a segunda divisão do Campeonato Paulista, mas com o apoio dos dirigentes da FPF, reverteu a decisão no tapetão, utilizando a fórmula para o Campeonato de 1991? Disputaram a divisão inferior, mas conseguiram fazer com que esta indicasse vaga para as finais, e ainda considerasse esta campanha da segunda divisão para os critérios de desempate nas finais de 1991.

- Que em 2003, na decisão do Campeonato Paulista, o SPFC mudou a fórmula das finais no tapetão, invertendo a vantagem que o Corinthians possuia, mas que este ganhou os dois jogos, invalidando a tentativa?

Este é o time da "administração moderna".

Não por acaso, o SPFC faz campanha na TV para que seus "simpatizantes" tentem transformar seus filhos em são-paulinos, em uma ação que rivais como Corinthians, Palmeiras, Flamengo, Grêmio, Cruzeiro, Atlético-MG, Bahia, Coritiba, Sport, entre muito outros, fazem por identidade, alma e paixão!

Links:

São Paulo irá disputar a 2a. Divisão do Campeonato Paulista em 1991:

http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI24813-15260,00-O+DIA+EM+QUE+O+SAO+PAULO+FOI+REBAIXADO.html


Ex-goleiro do SPFC, Zetti confirma: SPFC caiu, sim, para a 2a. Divisão do Paulista em 1990:

https://www.youtube.com/watch?v=pAjkzgI3zSE

Vídeo - Telê Santana: Quando 'cheguei ao SPFC, o SPFC estava na 2a. Divisão do Campeonato Paulista':

https://www.youtube.com/watch?v=Ij19YFy4-PY

16 comentários:

  1. PERFEITO! DURO VAI SER O SPFC DIZER QUE É MENTIRA, COMO TENTAM ATÉ HOJE NO CASO DE SEU REBAIXAMENTO EM 1990.

    ResponderExcluir
  2. Qual a fonte? Já que no campeonato paulista de 1990 não previa rebaixamento, como o SPFC fez esquema para não ser rebaixado?? Me pareceu mais história de Corintiano invejoso querendo macular a história do SPFC, o que acho desnecessário já que o Corinthians já conseguiu ganhar a tão sonhada libertadores e um mundial de verdade, e com a ajuda do governo está ganhando seu estádio, que está sendo construído em um terreno que recebeu de presente também a muitos anos atrás, mas não construiu estádio naquela época, sem falar no patrocínio da Caixa, um banco do governo que está depositando 31 Milhões de Reais nos cofres do Corinthians. Ah e quero ver se o meu comentário vai ser postado, ou só os comentários a favor desta postagem são aceitos.

    ResponderExcluir
  3. Espero que tenha ficado satisfeito com a fonte que publiquei a respeito do fato ter caído, sim, para a Segunda Divisão do Campeonato Paulista em 1990, Eduardo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que fique satisfeito com essas matérias.

      http://i.imgur.com/hibLO.png
      http://i.imgur.com/armNa.png
      http://i.imgur.com/keiI6.png

      Excluir
  4. O Campeonato Paulista de Futebol de 1991 teve como campeão o São Paulo, que conquistou o título ao vencer o Corinthians na final, com vitória por 3 a 0 no primeiro jogo e empate sem gols na segunda partida. O artilheiro da competição foi Raí, do próprio São Paulo, com vinte gols marcados.

    ResponderExcluir
  5. Sim, é verdade.

    Mas o SPFC disputou, sim, a 2a. Divisão do Paulista de 1991.

    Apenas que, em função da 'virada de mesa' feita pela FPF, o 'tricolor do Morumbi' pôde subir para a 1a. Divisão no mesmo ano em que disputou a Segunda Divisão, ou seja, em 1991, quando o correto seria disputar a 1a. Divisão apenas em 1992.

    ResponderExcluir
  6. voce quer dizer que o campeonato paulista de 1990 teve 10 times rebaixados? uma vez que na classificação final o spfc ficou em 15º lugar com um total de 24 clubes.

    Classificação final
    Clube Pts J V E D GP GC SG %
    1 Bragantino 48 37 18 12 7 43 22 21 65
    2 Novorizontino 43 37 13 17 7 40 28 12 58
    3 Corinthians 50 35 16 18 1 34 13 21 71
    4 XV de Piracicaba 37 35 11 15 9 34 32 2 53
    5 Guarani 52 45 16 20 9 46 28 18 58
    6 Botafogo 49 45 15 19 11 45 37 8 54
    7 Palmeiras 46 35 18 10 7 42 17 25 66
    8 Santos 40 35 12 16 7 29 25 4 57
    9 Portuguesa 37 35 8 21 6 40 33 7 53
    10 América 36 35 11 14 10 26 34 -8 51
    11 Ituano 35 35 12 11 12 34 33 1 50
    12 Mogi Mirim 34 35 7 20 8 28 30 -2 49
    13 Ferroviária 30 35 10 10 15 30 38 -8 43
    14 XV de Jaú 29 35 11 7 17 37 46 -9 41
    15 São Paulo 36 33 13 10 10 41 26 15 55
    16 União São João 35 33 11 13 9 34 26 8 53
    17 Ponte Preta 33 33 11 11 11 33 34 -1 50
    18 São José 31 33 7 17 9 27 34 -7 47
    19 São Bento 29 33 10 9 14 36 40 -4 44
    20 Inter de Limeira 29 33 8 13 12 28 36 -8 44
    21 Juventus 25 33 7 11 15 27 47 -20 38
    22 Santo André 23 33 8 7 18 22 40 -18 35
    23 Noroeste 20 33 5 10 18 22 48 -26 30
    24 Catanduvense 17 33 5 7 21 15 46 -31 26
    Pts — Pontos ganhos; J — Jogos; V - Vitórias; E - Empates; D - Derrotas; GP — Gols pró; GC — Gols contra; SG — Saldo de gols; % - Aproveitamento de pontos;

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo, Tiago. Isso aconteceu porque a FPF decidiu diminuir bastante o número de clubes da 1a. Divisão para o ano de 1991. Daí, ela decidiu reduzir de 24 para 18 clubes. Os últimos 10 colocados do Paulista de 1990 cairiam da 1a. Divisão e os 4 clubes primeiros colocados subiriam da 2a. Divisão. Com isso, o Paulista de 1991 seria disputado por 18 clubes (contra 24 em 1990). Só que a FPF não contava que um dos 10 rebaixados fosse justamente o São Paulo, que foi o que aconteceu. Por isso, DEPOIS que o SPFC já havia sido rebaixado ela mudou o regulamento para o Paulista de 1991 (caracterizando a famosa 'virada de mesa'), permitindo que os 4 melhores colocados da 2a. Divisão de 1991 subissem para a 1a. Divisão ainda em 1991 e disputassem a fase final da 1a. Divisão. Com isso, o SPFC conseguiu ser Campeão Paulista de 1991 vindo direto da 2a. Divisão. Lembra quando o São Caetano conseguiu chegar à final da Copa João Havelange vindo da 2a. Divisão? Com o SPFC aconteceu isso, também. A diferença é que no caso do SPFC a mudança de regulamento que permitiu tudo isso acontecer foi feita DEPOIS que o tricolor do Morumbi já tinha sido rebaixado. Logo, a mudança foi feita apenas para beneficiar o SPFC. O resto é conversa fiada para boi dormir de são-paulino que não conhece a história do próprio clube. .

      Excluir
    2. A fpf decidiu diminuir o n de participantes, fato, mas foi burra, pois pelo regulamento de 90 ela deveria ter dois grupos em 91 (como fez anteriormente), mas decidiu pegar os grupo e transformar em divisões, a questão é que ninguém vai aceitar isso, você assina o regulamento espera que em 91 tenham grupos e eles decidem posteriormente que agora vai ser divisão. Grupo =/= Divisão
      E com as matérias que mandei isso ficou bem claro, em 89 já sabia que n ia ter rebaixamento e que em 91 seriam 28 clubes, mas decidiram mudar não é mesmo? Ela não pode fazer um regulamento, aprovar, mandar os clubes assinarem e depois exclui-lo totalmente porque decidiu que agora não quer 28 clubes na 1a divisao, quer so 18.

      Excluir
  7. A matéria da 'Folha' é clara e diz o seguinte:

    'O São Paulo foi eliminado pelo Botafogo na repescagem do Campeonato Paulista deste ano e vai disputar a Segunda Divisão em 1991... No próximo ano o São Paulo vai disputar a Série B do Campeonato Paulista, SEM DIREITO A LUTAR PELO TÍTULO (obs: Da Série A, é claro)...

    E a matéria continua: 'É uma NOVA FÓRMULA APROVADA PELO CONSELHO ARBITRAL DE CLUBES EM JANEIRO (Obs: Logo, foram os próprios clubes que aprovaram essa fórmula). Farão parte desta série os 10 clubes eliminados do Campeonato deste ano mais quatro que vão subir da Divisão Especial'.

    Assim, não há o que contestar. O SPFC ajudou a elaborar a fórmula de disputa do Paulista de 1990, que previa, sim, o rebaixamento de 10 clubes para a Segunda Divisão. E esta fórmula foi aprovada em Janeiro de 1990, ANTES DO CAMPEONATO COMEÇAR, portanto.

    Mais claro do que isso é impossível.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. artigo 50, parágrafo 1º: "Para o Campeonato da Primeira Divisão de Futebol Profissional de 1991, o Grupo I será constituído pelas 14 associações classificadas para disputar a quarta fase do Campeonato de 1990 e o Grupo II será constituído pelas dez associações restantes que não se classificaram para a quarta fase e mais quatro advindas da Divisão Especial de 1990".

      Entenda por Divisão Especial a tradicional 2ª Divisão. Ou seja:

      1) Como não havia rebaixamento, obviamente, ninguém caiu.

      2) Para que o São Paulo FC estivesse nessa leviana lista de descenso, outros 9 clubes deveriam ser rebaixados, já que, de 24, o Tricolor foi o 15º.

      3) O regulamento de 1991 já era previsto pelo de 1990. Como não havia descenso, todos os times seguiriam na disputa pelo título de 1991, sendo divididos em 2 grupos de 14 times. Logo, não houve "virada de mesa" após o fato

      Excluir
    2. Matéria da revista 'Época' também confirma o que a 'Folha' publicou, ou seja, que o São Paulo caiu, sim, para a 2a. Divisão do Campeonato Paulista. Abaixo, reproduzo um trecho da mesma:

      "Em 1990, o Campeonato Paulista foi disputado por 24 times. Havia a percepção de que eram times demais. Convencionou-se, então, que apenas 14 times disputariam o campeonato de 1991 – os 14 primeiros do certame de 1990. De alguma forma, o São Paulo "conseguiu" ficar em 15º, depois de ser eliminado na primeira fase (que classificou 12 times) e novamente eliminado numa repescagem (que classificou outros dois, completando 14). Para não melindrar susceptibilidades, o regulamento de 1990 dizia que "não haveria descenso". Era só uma fórmula de cortesia: os times que não entrassem entre os 14 disputariam o que, na prática, equivaleria a uma segunda divisão.

      Esse regulamento não foi cumprido. Diante do rebaixamento do São Paulo, houve uma virada de mesa. Os times rebaixados em 1990 (não só o São Paulo, mas outros importantes, como a Ponte Preta) ganharam o direito de lutar por três vagas nas finais. Foi assim que o São Paulo conseguiu a façanha, inédita no futebol mundial, de ser rebaixado em um ano e campeão no ano seguinte!

      O argumento dos são-paulinos, portanto – de que o acesso no mesmo ano "já estava previsto" – é falso e errôneo.

      Para não prolongar a explicação, reproduzo o texto da Folha de S. Paulo de 21 de junho de 1990 – dia seguinte ao dia em que o São Paulo caiu.".


      Link:

      http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI24813-15260,00-O+DIA+EM+QUE+O+SAO+PAULO+FOI+REBAIXADO.html

      Excluir
    3. Outros trechos da matéria de 'Época':

      "Porém, o regulamento de 1990 não previa cruzamento entre o Grupo II e o Grupo I em 1991 para determinar o campeão paulista. Pelo contrário, o conselho arbitral decidira que apenas os 14 primeiros colocados de 1990 disputariam o título de 1991. A alteração foi feita depois, para dar uma chance ao São Paulo.".

      "Onde está escrito que um torneio não pode ter dez rebaixados? Na Bíblia? Se a Federação Paulista queria reduzir o número de clubes de 24 para 14, em um único ano, não haveria outra maneira a não ser rebaixando dez clubes. Foi o que ocorreu – até a virada de mesa.".

      "Isso não dá a ninguém o direito de reescrever a história. Não há nenhuma vergonha em ter caído. Os próprios são-paulinos de 1990 o reconheceram dignamente. Não há mal nenhum em que os são-paulinos de 2009 também o façam, não?".

      Sobre a matéria da 'Folha':

      "Como poderia estar errada, se naquele dia os próprios dirigentes do São Paulo reconheciam que o time tinha sido rebaixado?".

      http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI24813-15260,00-O+DIA+EM+QUE+O+SAO+PAULO+FOI+REBAIXADO.html

      Excluir
  8. Ex-goleiro do SPFC, Zetti confirma: SPFC caiu, sim, para a 2a. Divisão do Paulista em 1990:

    https://www.youtube.com/watch?v=pAjkzgI3zSE

    Vídeo - Telê Santana: Quando 'cheguei ao SPFC, o SPFC estava na 2a. Divisão do Campeonato Paulista':

    https://www.youtube.com/watch?v=Ij19YFy4-PY

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir