Time GRANDE!

Como você sabe que um time é Grande, mas GRANDE, mesmo? Quando os torcedores de TODOS os outros times torcem contra ele, oras!

Do proprietário deste blog, Marcos Doniseti.

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

O "dossiê do roubo da Copa de 1962" vai à Fifa? - por Rodrigo Bueno!

O "dossiê do roubo da Copa de 1962" vai à Fifa?

"O Brasil foi ajudado, todo mundo sabe. Estava 1 a 0 para a Espanha, e o Nilton Santos, dentro da área, deu no cara. O juiz apitou, veio andando do meio-campo, todo mundo viu o pênalti, e ele deu fora da área. É conversa que o juiz [o chileno Sergio Bustamante] não viu.

Além de não dar o pênalti, expulsou Helenio Herrera, um dos melhores técnicos que vi. O Brasil ganhou [2 a 1] com gols de Amarildo.

Depois, compraram um bandeirinha [Esteban Marino] por US$ 15 mil, o uruguaio que veio apitar o Paulista, foi homenageado pelo Santos e deu até volta olímpica.

Garrincha, maior jogador da Copa, fez tudo que podia fazer, gênio. O Brasil ganhou de 4 a 2 do Chile, e o Esteban Marino estava na lateral. Garrincha era inocente, fez uma brincadeira, e o árbitro [o peruano Arturo Yamasaki] o expulsou. O Marino levantou a bandeira, o juiz olhou e foi nele. Marino contou que Garrincha tinha dado um pontapé.

No tribunal, não tinha outra penalidade a não ser no mínimo um jogo. Meia hora, uma hora, e onde está o bandeirinha? Não apareceu, e suspenderam o julgamento porque não tinha prova. Garrincha jogou a final.

Esse bandeirinha me contou que o sumiço do tribunal custou US$ 15 mil. Passados alguns anos, encontrei-o numa rua em São Paulo e perguntei o que fazia aqui.

Disse: "Estou procurando João Etzel Filho [ex-juiz], o filho da puta recebeu os US$ 15 mil, me deu US$ 5.000 e ficou com US$ 10 mil". O único jogo que o Etzel apitou foi o 4 a 4 entre Rússia [União Soviética] e Colômbia, que só jogava beisebol. A Rússia fez 4 a 0 [4 a 1] e, no segundo tempo, ficou 4 a 4. Roubo, tudo para ajudar o Brasil."

O ex-juiz Olten Ayres de Abreu me contou isso tudo. Contou antes, no primeiro semestre, para Odir Cunha, o pesquisador que elaborou o "dossiê da unificação" que exaltou a fase de ouro do futebol brasileiro e que agradou a João Havelange, presidente da CBD em 1962.

"Minha experiência de pesquisador não me deixa nenhuma dúvida de que a versão de Olten é a definitiva para o caso. Até a quantidade de dólares empregada no suborno é informada por ele", diz Odir em seu blog.

O que será que Havelange e a CBF têm a dizer sobre esse trabalho de Odir para a revista "FourFourTwo"? E não seria o caso de levar esse "dossiê do roubo da Copa de 1962" para a Fifa? Não seria justo, após esse dossiê, cassar o título "roubado"?

Link:


http://www1.folha.uol.com.br/fsp/esporte/fk3012201012.htm



Meu Comentário!


Se for cassar a Copa de 62 do Brasil, então teremos que cassar, também:

1) A Copa de 78 da Argentina (na qual o Peru vendeu seu jogo na cara-dura para Los Hermanos);

2) A Copa de 54 da Alemanha (o time inteiro alemão jogou dopado e ainda teve um gol legítimo, de empate, da Hungria, feito por Puskas, que o juiz anulou);

3) A Copa de 66 da Inglaterra (a bola não entrou no terceiro gol inglês contra a Alemanha, na final, durante a prorrogação).

4) A vitória alemã contra a Inglaterra nesta Copa de 2010, pois um gol legítimo da Inglaterra não foi confirmado pelo árbitro;

5) A vitória da Argentina contra o México, nesta Copa de 2010; Los Hermanos se beneficiaram com erros de arbitragem.

E por aí vai...

E sabem quando a Fifa irá anular algum jogo em função de erros de arbitragem?

NEVER!

domingo, 5 de dezembro de 2010

Brasileirão 2010: O campeonato dos pontos entregues!

A verdade é que, independente de quem seja o Campeão deste Brasileiro, a fórmula de disputa de pontos corridos está totalmente desmoralizada.

Nestas últimas rodadas tivemos jogos vergonhosos, em que alguns times só faltavam implorar para que o adversário os derrotasse (casos de São Paulo e Palmeiras nos jogos contra o Fluminense).

Outras equipes não deram a mínima para o campeonato e colocaram times mistos ou reservas em várias partidas (Palmeiras, Internacional), beneficiando alguns times e prejudicando outros.

Com isso, o campeão brasileiro não será o melhor time, mas aquele que mais se beneficiou com as 'entregadas' de times que estavam mais preocupados em prejudicar um rival.

Assim, classificar esse 'Brasileirão' como Vergonhoso é apelido.

Temos que promover a volta da fase 'mata-mata', ou playoffs, com os 8 melhores times do campeonato em jogos de ida e volta.

Assim, o campeonato terá emoção e disputa real até o final. Todos os jogos terão estádios lotados, serão emocionantes e os times se esforçarão ao máximo para vencer as partidas, muito diferente desse festival de entregadas que tivemos na reta final deste campeonato ridículo e totalmente desmoralizado.

E com a volta dos playoffs, as vantagens são inúmeras, como:

1) teremos um grande número de times que se esforçarão para ficar entre os 8 melhores;

2) os playoffs sempre são uma grande fonte de renda para todos os clubes. Os jogos dos playoffs dariam uma audiência muito maior e os clubes poderiam negociar um aumento no valor que recebem das emissoras de TV que transmitem o campeonato.

3) Os ingressos poderão ter os seus preços elevados e, com isso, o valor da renda dos jogos (que terão estádios sempre lotados) também crescerá consideravelmente.

4) E principalmente: como os 8 times terão chances iguais de conquistar o título, ninguém irá entregar jogo para nenhum adversário, muito pelo contrário.

Chega da palhaçada dos 'pontos corridos' (na verdade, este foi o campeonato dos 'pontos entregues') e que voltem os 'mata-matas' (ou playoffs) que são muito mais sérios, rentáveis e emocionantes.

sábado, 3 de julho de 2010

Sobre a eliminação do Brasil e o equilíbrio do futebol mundial!


Já há muitos anos existe um grande equilíbrio no futebol mundial e antes de qualquer Copa do Mundo se iniciar é perfeitamente possível apontar umas 6 ou 7 seleções que tem condições de conquistar o título do torneio ou, no mínimo, chegar entre os semifinalistas.

No primeiro nível do futebol mundial, temos Brasil, Argentina, Itália e Alemanha, que são as seleções mais fortes e tradicionais, tanto que venceram 9 das 10 últimas Copas do Mundo disputadas: o Brasil venceu 3 (1970; 1994 e 2002); Argentina (1978 e 1986), Itália (1982 e 2006) e Alemanha (1974 e 1990) ganharam 2 cada uma e a França venceu a outra (1998).

Assim, o Brasil é apenas uma destas seleções em condições de conquistar o título. Jamais a única. E qualquer resultado nos jogos entre estas seleções jamais poderá ser considerado uma surpresa 'zebra', pois sempre existiu muito equilíbrio entre elas.

Além disso, em várias Copas do Mundo temos algumas seleções que sempre podem surpreender e, mesmo não conquistando o título, conseguem montar equipes fortes e competitivas, como é o caso da Inglaterra, Holanda, Espanha e França.

Elas constituem uma espécie de segundo escalão do futebol mundial, mas contra quem sempre é complicado jogar, pois sempre tem bons jogadores e, às vezes, conseguem, pelo menos, chegar às semifinais da Copa ou até à decisão (caso da Holanda em 1974 e em 1978, e da França em 1998 e em 2006).

Estas seleções do 'segundo escalão' não tem tanta tradição quanto Brasil, Argentina, Itália e Alemanha, mas uma vitória de qualquer uma delas sobre estas equipes mais tradicionais também não pode ser considerada uma zebra ou uma surpresa e tal resultado (como uma vitória da Holanda sobre o Brasil) deve ser encarado com naturalidade.

Existe um outro grupo de seleções que fica numa faixa 'intermediária', formado pelas seleções africanas, asiáticas e as européias e sul-americanas de menor força, como o Chile, Portugal, Paraguai, Suécia, Bulgária, Romênia, República Tcheca, Turquia, Japão, Coréia do Sul, Dinamarca, Noruega, que nem sempre disputam a Copa do Mundo, mas que às vezes dificultam para as seleções mais fortes. Mas, geralmente, são freguesas das seleções de melhor nível, do primeiro e do segundo escalão do futebol mundial.

Eventualmente, uma ou outra seleção deste grupo surpreende em algumas Copas e conseguem chegar entre as primeiras colocadas, mas sem jamais conquistar o título. Há vários exemplos disso: Turquia e Coréia do Sul em 2002, que disputaram o 3o. lugar em 2002; Croácia, que foi a 3a. colocada em 1998; Suécia e Bulgária, que disputaram o 3o. lugar em 1994; a Polônia em 1974, em 1978 e em 1982.

Quanto ao resto... É o resto, mesmo. Elas formam um grupo que, na sua maioria absoluta, fazem figuração nas Copas do Mundo. Muitas seleções deste grupo ficam felizes apenas de disputar a Copa e o fato de marcar um gol ou obter uma vitória em Copas já representa uma grande conquista para elas. É o caso de países como Eslovênia, Nova Zelândia, Suiça ou Eslováquia, por exemplo.

Portanto, a eliminação do Brasil pela Holanda deve ser encarada com naturalidade, pois a seleção holandesa é uma equipe forte, com bons jogadores (Snejder, Robben, Van Persie) e que tem um forte jogo coletivo, além de estar sempre disputando Copas do Mundo e de já ter chegado à duas finais do torneio.

domingo, 27 de junho de 2010

Alemanha, melhor seleção da Copa, massacra a Inglaterra e agora enfrenta a Argentina!


Desde o primeiro jogo que a Alemanha está mostrando um futebol bonito e envolvente, com jogadores jovens, rápidos, criativos e talentosos, como Oezil, Podolski, Mueller e Schweinsteiger (eta volante bom… marca bem, dribla, não erra passe, toca bem a bola e finaliza… é assim que se joga, viu, Felipe Melo???).

Ninguém jogou mais bola do que a Alemanha nesta Copa do Mundo, até o momento.

E se continuar jogando deste jeito até a Final, será a Campeã Mundial, sem dúvida alguma.

O Brasil poderia lutar de igual para igual com os alemães se Dunga tivesse convocado Neymar (no lugar de Grafite), Ganso (no lugar de Kleberson), Diego (no lugar de Josué), R.Gaúcho (no lugar de F.Melo) e R.Carlos (no lugar de Michel Bastos… este é o fim da picada, né? não joga 10% do que o R.Carlos joga).

Não levou nenhum deles e agora vamos ter que ‘rebolar’ para ganhar essa Copa. E olhe lá, hein, se não formos eliminados antes pela forte seleção da Holanda.

Quanto à Argentina, tem um meio-de-campo e um ataque excelentes, mas a defesa é uma piada. Se apertar, a defesa argentina entrega o ouro para o adversário. Aquele Jonás Gutierrez não é jogador de futebol coisa nenhuma. Até eu jogo melhor do que ele.

Alemanha, Brasil, Argentina e Holanda são as mais fortes candidatas ao título, nesta ordem.

domingo, 20 de junho de 2010

Brasil derrota Costa do Marfim, dá olé e está classificado para as 8as. de Final da Copa!


Depois de um jogo difícil na estréia, devido à fortíssima retranca da Coréia do Norte, o Brasil obteve uma vitória mais do que convincente sobre a Costa do Marfim, a mais forte seleção africana desta Copa do Mundo, ganhando por 3 X 1, com 2 gols de Luís Fabiano e 1 de Elano.

O principal destaque negativo da partida foi a péssima arbitragem do juiz francês, que deixou de expulsar dois jogadores da seleção africana que cometeram entradas criminosas contra Elano e Michel Bastos. O primeiro, inclusive, teve que ser substituído, tal a violência da falta cometida pelo jogador marfinense. Esta foi, disparada, a pior arbitragem desta Copa do Mundo e o árbitro francês deverá retornar rapidamente ao seu país de origem. Aliás, ele deveria aproveitar o embalo e pegar carona com a seleção francesa, que deverá ser eliminada ainda na 1a. fase da Copa.

A França somente deu vexame nesta Copa, seja com a sua péssima seleção, que não jogou nada nas duas primeiras partidas, seja com o árbitro que apitou este segundo jogo do Brasil.

Quanto ao jogo, o Brasil mostrou porque é uma das duas grandes favoritas à conquista da Copa, ao lado da Argentina, e derrotou a seleção africana graças ao talento individual inegavelmente superior de seus principais jogadores, principalmente de Luis Fabiano, Kaká e Robinho, além de ter um excelente goleiro e uma sólida defesa.

Felipe Melo é de um contraste absurdo: ele é muito bom para marcar e desarmar o adversário, mas tem uma saída de bola muito ruim e erra muitos passes. Gilberto Silva é o contrário, pois não marca tão forte, mas sai jogando melhor.

Michel Bastos foi péssimo no 1o. tempo, mas melhorou no segundo período. Maicon também foi irregular, alternando erros no ataque com força defensiva.

Kaká começou mal, perdendo várias bolas no início do jogo, mas foi subindo de produção e fez um ótimo segundo tempo, tendo dado as assistências para o primeiro e para o terceiro gol brasileiros. Sua expulsão foi injusta, sendo mais um dos inúmeros erros cometidos pelo péssimo árbitro francês.

E Luís Fabiano foi o grande destaque da partida, marcando 2 golaços, embora o seu segundo gol tenha sido marcado com a ajuda do braço.

Mas, se Maradona pôde fazer gol de mão em Copa do Mundo, porque Luís Fabiano também não pode dar uma de malandro e usar o braço, não é mesmo?

Independente disso, o Brasil foi muito superior à Costa do Marfim, e a vitória foi mais do que justa, com o time de Dunga chegando a dar olé na seleção africana, que perdeu o controle dos nervos e passou a cometer faltas violentíssimas na partida, que não foram devidamente punidas pelo horroroso árbitro Stephane Lannoy.

Esta segunda partida mostrou uma boa evolução da seleção brasileira em relação ao jogo com a Coréia do Norte. Mas, se faz necessário, no entanto, corrigir algumas falhas, como melhorar a saída de bola pelo meio (principalmente Felipe Melo, que erra demais neste quesito), acertar mais passes e explorar melhor as tabelas com passes curtos envolvendo os jogadores do meio-de-campo e do ataque (Robinho, Elano, Luís Fabiano e Kaká). Foi numa destas trocas de bola com passes curtos e precisos que surgiu o primeiro e belo gol brasileiro contra a Costa do Marfim, marcado por Luís Fabiano.

Esta segunda partida deixou claro que, mesmo com as falhas citadas, o Brasil é, ao um forte candidato ao título da Copa.

Pelo que vimos até o momento, Brasil e Argentina são os grandes favoritos. Enquanto isso, as principais e mais tradicionais seleções européias são uma grande decepção.

A Inglaterra tem os seus principais jogadores (Rooney, Lampard e Gerrard) arrebentados fisicamente.

A França está envolvida em sérios conflitos internos e não jogou nada nas duas primeiras partidas. Parece que todos na seleção francesa torcem para voltar para casa o quanto antes, pois não aguentam mais olhar um para a cara do outro.

A Itália também decepcionou, conseguindo empatar com um dos piores times da competição, que é a Nova Zelândia e não conquistou nenhuma vitória até o momento.

A Alemanha foi bem no 1o. jogo, goleando a limitada Austrália, mas perdeu a segunda partida para a Sérvia, graças aos erros bobos cometidos por Klose, expulso ainda no 1o. tempo, e Podolski, que desperdiçou um pênalti e várias boas chances de marcar.

A Espanha perdeu da fraca, limitada e retranqueira Suiça em sua primeira partida e joga pressionada contra Honduras. E o Chile, que vem embalado pela vitória em sua primeira partida, contra, jogará contra os surpreendentes suiços.

As seleções africanas também são outra decepção nesta Copa. Há uns 20 anos, seleções como Camarões e Nigéria, encantavam o mundo com um futebol, vistoso, de muitos dribleas, mas irresponsável taticamente. Daí, importaram técnicos da Alemanha, França, Suécia, etc, e passaram a jogar roboticamente, com muita displina tática e força física, mas sem nenhuma técnica ou criativida. O resultado disso é que todas as seleções africanas deverão ser eliminadas ainda na 1a. fase desta Copa.

Portanto, a Seleção Brasileira escolhida por Dunga e que foi muito contestada pela ausência de Gando, Neymar e R.Gaúcho, deu mostras de que está, sim, na briga pela conquista do Hexacampeonato mundial de futebol.

Como o disse o técnico sueco Sven-Goran Eriksson, da Costa do Marfim, não será fácil derrotar os brasileiros.

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Copa do Mundo 2010 começa com baixo nível técnico e jogos feios! Mas, o futebol deverá melhorar a partir da segunda fase!


A primeira rodada da Copa do Mundo de 2010 começou com jogos de baixo nível técnico, com quase todas as seleções privilegiando o sistema defensivo e a marcação forte.

Com isso, vimos muitos jogos feios, ruins mesmo, tecnicamente falando. Várias das seleções que participam da Copa não teriam sequer condições de disputar a Série B do Brasileirão. Se o fizessem, cairiam para a Série C...

É verdade que os jogadores acabaram de disputar torneios e temporadas desgastantes, até porque a grande maioria joga na Europa, cuja temporada terminou em Maio. E é claro, portanto, que os jogadores estão muito desgastados fisicamente e muitos outros estão contundidos ou com pequenas lesões. Alguns, como Drogba, tiveram que fazer cirurgia para disputar a Copa e, mesmo assim, em condições precárias. O jogador Kaká volta de um longo problema de contusão e fala-se que somente não fez uma cirurgia para não ficar fora da Copa do Mundo.

Junto com isso, os técnicos optaram por colocar suas Seleções jogando de uma forma fortemente defensiva. Algumas, como a Coréia do Norte e a Suiça, jogaram numa retranca descarada, mesmo.

Muitas seleções, também, não estão entrosadas e deverão subir de produção à medida que disputem as partidas, desde que consigam passar para as fases seguintes. Este deverá ser o caso de Brasil e Itália, por exemplo.

Assim, é muito provável que o nível técnico da Copa vá melhorando à medida que as seleções mais fracas e retranqueiras sejam eliminadas e sobrevivam apenas as seleções de melhor qualidade técnica.

Com isso, o nível dos jogos deverá melhorar bastante a partir da segunda fase, principalmente.

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Corinthians derrota Internacional de forma convincente e reafirma liderança e invencibilidade no Brasileirão 2010!


De forma categórica e convincente, o Timão derrotou o Internacional, no Pacaembu, por 2 X 0, praticando um excelente futebol e que ainda pode vir a melhorar. Marcação forte, toque de bola rápido preciso, contra-ataques em velocidade, jogadas individuais de qualidade caracterizam esse Corinthians arrasador no início deste Brasileirão.

Depois de viver um momento de instabilidade logo após a injusta eliminação da Libertadores, o Corinthians manteve a sua regularidade, continuou obtendo bons resultados e, agora, os mesmos fizeram com a que a qualidade do futebol do time do Parque São Jorge melhorasse bastante, principalmente nos dois últimos jogos, contra Santos e Inter, que são duas das mais fortes equipes do futebol brasileiro na atualidade.

Com um gol de pênalti (legítimo... Danilo foi empurrado por Sorondo dentro da área do Inter) marcado por Roberto Carlos, que fez outra excelente partida pelo Coringão, e outro feito por Iarley, que fez a sua melhor partida pelo Corinthians, o Corinthians derrotou o Inter e deixou a sua torcida eufórica, pois mostrou que o futebol do time evolui e melhora a cada jogo.

Os reforços vindos do Santo André (Bruno César) e do Bragantino (Paulinho) se encaixaram muito bem no time corintiano, pois são jogadores de boa qualidade e que podem melhorar muito, ainda, à medida que ambos se entrosarem com o elenco do Timão.

Felipe pegou simplesmente tudo no jogo e mostrou que já recuperou a grande forma que mostrou, principalmente, no primeiro semestre do ano passado, voltando a fazer defesas dificílimas no gol corintiano.

Caso continue praticando esse futebol de alto nível, será muito difícil algum outro time conseguir parar o Corinthians. Embora se fale que alguns jogadores deverão ser negociados na chamada 'janela européia' (principalmente, Elias e Dentinho) o Corinthians já se preveniu contra essa possibilidade, contratando Bruno César e Paulinho, e segurando Defederico em seu elenco.

Assim, mesmo que Elias e Dentinho sejam negociados, o Corinthians continuará com um time forte e competitivo, com totais condições de conquistar o título do Brasileirão, ainda mais que o time está sabendo se aproveitar do fato de que outros de seus mais fortes concorrentes, como o São Paulo, o Santos e o Inter, estão envolvidos em outras competições (Libertadores e Copa do Brasil) e está sabendo abrir vários pontos de vantagem sobre os mesmos, o que poderá fazer a diferença em favor do Coringão mais adiante.

Os ótimos resultados obtidos pelo Corinthians neste começo de Brasileirão , somando 16 pontos (5 vitórias e 1 empate) também mostram que o presidente do clube, Andrés Sanchez, agiu corretamente ao manter Mano Menezes como o técnico do time e em renovar o seu contrato até o final de 2011.

É esse tipo de trabalho, sério, profissional e competente, que faz com que um time conquiste muitos títulos.

Corinthians tem mais torcedores que Flamengo entre os mais ricos!


Corinthians tem mais torcedores que Flamengo entre os mais ricos

O Flamengo continua com a maior torcida do País (com 17,2% da preferência nacional), à frente de Corinthians (13,4%) e São Paulo (8,7%). No entanto, entre os mais ricos (mais de cinco salários mínimos), o alvinegro desbanca o rubro-negro e assume a liderança (15,6% contra 14,1%).

Em terceiro aparece o São Paulo (10,8%). Já entre os mais pobres, o time do Rio de Janeiro recupera a liderança com 22%, seguido por Corinthians (10,6%) e São Paulo (6,8%) - veja os números nas imagens ao lado.

Os dados são da Pesquisa Lance!-Ibope 2010, apresentada na terça-feira (1º), no estudo Lance Imperdível - Um Retrato do Esporte no Brasil, feito pelo sociólogo Alberto Carlos Almeida, pelo antropólogo Roberto DaMatta e pelo economista Pierre François Cohen a pedido do Lance. O levantamento utilizou a plataforma mensal do estudo qualitativo contínuo do Instituto Análise. Foram realizadas três mil entrevistas face a face.

"Com o raciocínio de dar um salto e orientar o país para a realização da Copa do Mundo e da Olimpíada no Brasil, eventos que não são apenas do governo e das confederações, procuramos fazer uma radiografia mais profunda, o que representa a melhor contribuição do grupo para o desporto nacional", diz Walter de Mattos Junior, presidente e editor do diário.

O estudo apresenta uma visão sócio-antropológica do esporte no Brasil. Dentre os temas levantados estão o significado do esporte e o envolvimento do brasileiro com o esporte, a relação da população com o futebol em diferentes níveis, a relação entre times e torcidas, a pesquisa das maiores torcidas, o futebol como negócio e a percepção dos brasileiros sobre a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016.

Fonte: m&m online

Link:

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_secao=10&id_noticia=130753

segunda-feira, 31 de maio de 2010

'Globo Esporte' mostrou que Marquinhos estava impedido no lance do gol anulado do Santos!


Acabei de assistir ao programa 'Globo Esporte' e no mesmo foi mostrado que, de fato, o assistente Edmilson Corona e o árbitro Sálvio Spínola acertaram ao anular o gol de Marquinhos, pois quando a bola foi passada para ele o mesmo estava completamente impedido, estando 44 centímetros adiantado em relação ao último defensor do Corinthians.

Portanto, as declarações feitas pelo jogador santista, após sofrer a goleada do Timão, por 4 X 2, acusando o Corinthians de estar sendo beneficiado pelas arbitragens, são totalmente incorretas.

Resta saber se ele, Marquinhos, irá se desculpar pelas bobagens monumentais que falou.

5a. Rodada do Brasileirão 2010: Flu derrota o Galo em pleno Mineirão! Ceará vence o Cruzeiro e se torna o vice-líder! Palmeiras faz outro jogo feio!


Esta 5a. rodada do Brasileirão teve alguns destaques. O principal foi a sonora goleada do Timão sobre o Peixe, por 4 X 2, no Pacaembu.

Mas, tivemos outros momentos interessantes, como na vitória do Fluminense sobre o Atlético-MG em pleno Mineirão, pelo placar de 3 X 1. Parece que o trabalho, ainda recente, de Muricy no Flu começou a surtir efeito. O Fluminense perdeu do Corinthans, no Pacaembu, mas jogou melhor do que o Timão. Depois, derrotou o Flamengo no meio da semana e, agora, obtém outro ótimo resultado contra o Galo mineiro. A continuar nesta sequência de bons jogos, o Fluminense poderá vir a disputar até o título do campeonato, sem dúvida alguma.

Já o Ceará é, neste momento inicial do campeonato, a grande surpresa, tendo derrotado o Cruzeiro por 1 X 0 e assumido, assim, a vice-liderança do campeonato, com 11 pontos. O Ceará está sabendo tirar proveito do fato de que muitos times disputaram a Copa do Brasil e a Libertadores, deixando o Brasileirão em segundo plano, e está somando pontos importantes. Resta saber se o Ceará manterá essa regularidade e essa competência na sequência do campeonato, que terá apenas mais duas rodadas e daí irá parar em função da Copa do Mundo.

Já o Palmeiras começou mal o campeonato, embora tenha somado pontos importantes. Mas, o fato é que o time pratica um futebol feio. Os dois últimos jogos do Palmeiras a que assisti, contra o Grêmio Prudente e contra o Vasco, foram muito ruins, principalmente contra o time carioca. É um verdadeiro festival de erros, de passes e de finalizações, por parte do time palmeirense. O tradicional time da Barra Funda terá que melhorar muito se quiser algo mais no campeonato.

Botafogo e Vasco fizeram um jogo equilibrado e apenas razoável no Engenhão, preocupando-se mais em não perder do que em vencer a partida. Não vi o jogo do São Paulo contra o Guarani, mas todos os comentários que li a respeito disseram que foi uma partida muito fraca, sem nenhuma inspiração por parte dos dois times e que o 0 X 0 foi merecido. Logo, ainda bem que não assisti a este jogo.

O Colorado aplicou uma goleada no Atlético-PR, no Beira-Rio, e o time paranaense desponta, desde já, como um sério candidato ao rebaixamento para a Série B, devido ao péssimo início de campeonato. O Inter jogará, agora, contra o Corinthians no Pacaembu, nesta quinta-feira, e deveremos ter um ótimo jogo, pois são dos times mais fortes do campeonato, sem dúvida alguma.

Flamengo e Grêmio não saíram do 1 X 1 no Maracanã e o time carioca, que perdeu Adriano para a Roma, agora contratou o grande Zico para comandar inteiramente o seu departamento de Futebol. Mas, é bom que se diga que o Galinho de Quintino precisará de tempo para reformular o futebol do atual campeão brasileiro e os resultados deste trabalho dificilmente aparecerão de imediato.

Neste início de campeonato, portanto, os principais destaques são a liderança incontestável do Corinthians, o surpreendente Ceará e a ascensão do Fluminense, agora com Muricy Ramalho como técnico.

Na próxima rodada, teremos os seguintes jogos:

* Quarta-Feira, 02/06/2010

o 19h30 | Eduardo Farah - Grêmio Prudente x Atlético-GO

o 19h30 | Maracanã - Fluminense x Vitória

o 19h30 | Arena da Baixada - Atlético-PR x Botafogo

o 21h | Castelão - Ceará x Avaí

o 21h50 | Mineirão - Cruzeiro x Santos

o 21h50 | Pacaembu - Palmeiras x Flamengo

o 21h50 | Serra Dourada - Goiás x São Paulo


* Quinta-Feira, 03/06/2010

o 21h | Pacaembu - Corinthians x Internacional

o 21h | São Januário - Vasco x Guarani

o 21h | Olímpico - Grêmio x Atlético-MG


Links:

Vídeos com os lances dos jogos

Atlético-MG 1 X 3 Fluminense:

http://www.youtube.com/watch?v=9Mgf7n9JyU4

Inter 4 X 1 Atlético-PR:


http://www.youtube.com/watch?v=XkAocWgo_AE


Botafogo 1 X 1 Vasco:

http://www.youtube.com/watch?v=2iq1RkSPYWE

Flamento 1 X 1 Grêmio-RS:


http://www.youtube.com/watch?v=V7k5Ji-QK6s


Classificação e jogos da próxima rodada (6a.):


http://esportes.terra.com.br/futebol/brasileiro/2010/noticias/0,,OI4339585-EI15413,00-Classificacao+e+Jogos+Serie+A.html

Corinthians goleia, dá Olé no Santos, ganha de 4 X 2 e confirma a liderança do Brasileirão!


Na 5a. rodada do Brasileirão 2010, tivemos a confirmação da liderança do Corinthians, que começou muito bem o campeonato, acumulando 4 vitórias e 1 empate nestas 5 primeiras rodadas.

O Timão não perdoou os jovens dançarinos dos 'Meninos da Vila' e aplicou um sonoro 4 X 2, que poderia ter sido ainda mais dilatado se tivesse aproveitado melhor outras oportunidades, como a que o volante Paulinho perdeu, na cara do gol, no último lance da partida.

A vitória do Timão foi incontestável, pois jogou com muito mais vontade, organização e aplicação tática. A sonora goleada ainda teve direito a 'pescaria', Olé, bolas por baixo das pernas e, dizem, até embaixadinhas por parte dos jogadores corintianos, que estavam com o Santos entalado na garganta, devido às provocações desnecessárias dos jogadores santistas, principalmente de Neymar, que é um ótimo jogador, mas que precisa aprender a falar menos e a jogar mais.

Além disso, todo os jogadores do Corinthians jogaram bem ontem, com destaque para a excelente atuação de Bruno César (um meia-armador rápido, habilidoso, inteligente, que finaliza e passa muito bem), Felipe (fez várias defesas importantes e não teve nenhum culpa nos gols santistas), o sempre impecável e irrepreensível Roberto Carlos (sua não convocação por Dunga para a Copa do Mundo foi um crime contra o futebol brasileiro e mundial. Mas, como Dunga levou apenas os 'amiguinhos' dele, está explicado...) que marcou muito bem, puxou ótimos contra-ataques, fez lançamentos e cruzamentos precisos, além de fazer a cobertura dos zagueiros.

Roberto Carlos cumpre todas as funções de um ala e de um lateral, ao mesmo tempo, e com extrema eficiência. É o jogador mais completo do futebol mundial nesta posição. Ver Roberto Carlos jogar é assistir a uma verdadeira aula de como atua um ala e um lateral modernos. O volante Ralf fez outra ótima partida (mostrando porque se tornou titular absoluto da posição), marcando e anulando o ótimo Paulo Henrique Ganso, e ainda fez um golaço num lance de inteligência e categoria, algo que não é muito do seu feitio.

Aliás, devido à eficiente marcação de Ralf, Ganso quase não apareceu no jogo, a não ser em um lançamento para Neymar (no 1o. tempo) e na cobrança de falta que gerou o segundo gol santista.

O Corinthians mostrou que o ambiente conturbado das primeiras rodadas após a eliminação da Libertadores já é coisa do passado. As críticas ao técnico Mano Menezes, por parte de uma pequena parcela da torcida, desapareceram e o elenco parece que está, agora, tranquilo e focado em, pelo menos, conquistar uma vaga para a Libertadores de 2011.

E se o Corinthians jogar, sempre, do mesmo jeito que jogou ontem contra o Santos (numa combinção de aplicação tática, determinação, eficiência e talento) o Timão torna-se o maior favorito para a conquista do Campeonato Brasileiro deste ano, sem dúvida alguma.

O Santos reclamou da arbitragem, no lance do gol anulado de Marquinhos (lance difícil para o árbitro, mas tive a impressão de que o jogador santista estava um pouco à frente do último jogador do Timão; mas, repito, é um lance difícil para o árbitro) mas um time que foi campeão paulista graças a um gol legítimo do Santo André que a assistente anulou na segunda partida decisiva do Paulistão, não tem moral para falar coisa alguma sobre isso, não é mesmo?

Além disso, vi o jogo, é claro, e notei que o árbitro Sálvio Spínola (fraco e sem critérios, como sempre) marcava faltas todas as vezes em que os jogadores do Santos se atiravam ou faziam corpo-mole nas jogadas, mas disso os jogadores do Peixe não reclamaram. Por que será, hein?

Na verdade, o time do Santos mostrou, claramente, ontem, qual é a sua principal fragilidade, que é o sistema defensivo. A defesa do Santos é uma verdadeira piada, de tão fráca que é. Se bem que a culpa, a meu ver, não é dos zagueiros. Edu Dracena me parece ser um bom zagueiro. Dutra não está no mesmo nível, mas dá conta do recado, dentro das suas limitações, que são muitas. Mas, culpar apenas a dupla de zaga pelos tantos gols que o Peixe sofre é, ao mesmo tempo, errado e injusto.

O grande problema é que o esquema tático de Dorival Jr. é extremamente ofensivo e deixa a defesa totalmente exposta e desguarnecida, principalmente nos contra-ataques. O que tem salvado o Santos, no entanto, é o fato de possuir um meio-campo e um ataque de excelente qualidade, com jogadores jovens, rápidos, habilidosos, inteligentes, dribladores, que passam e tocam muito bem a bola e que tem um ótimo entrosamento. Daí, como o time quase sempre toma 2 ou 3 gols, mas faz 5, 6 ou até mais, ninguém reclamava.

Mas, se o que aconteceu contra o Corinthians, ontem, se tornar frequente, Dorival Jr. terá que, sem dúvida alguma, mudar o esquema tático do time, a fim de reforçar a defesa e a marcação no meio-de-campo e se expor menos aos contra-ataques adversários.

Caso os adversários do Santos comecem a jogar da mesma maneira que o Corinthians jogou ontem (marcando forte o tempo inteiro, com muita determinação e puxando contra-ataques em velocidade, aproveitando-se dos imensos espaços cedidos pelo Peixe) o Santos pode esperar que irá sofrer muito mais gols e as derrotas se tornarão muito mais frequentes do que tem sido até este momento.



Link:

Resultados da 5a. rodada e classificação do campeonato:

http://esportes.terra.com.br/futebol/brasileiro/2010/noticias/0,,OI4339585-EI15413,00-Classificacao+e+Jogos+Serie+A.html

Vídeo com lances do jogo Corinthians 4 X 2 Santos:

http://www.youtube.com/watch?v=Ynf-kMHX7L4&feature=player_embedded

domingo, 23 de maio de 2010

Brasileirão 2010 promete ser bastante equilibrado!


O Brasileirão de 2010 promete ser bastante equilibrado. Não me parece haver, neste momento, nenhum time que seja muito melhor do que os outros e que esteja em condições de disparar na liderança e digo isso por vários motivos, como:

O Brasileirão começou (tal como acontece todos os anos) ao mesmo tempo em que vários dos principais times do país estavam envolvidos em jogos decisivos da Taça Libertadores e da Copa do Brasil.

Com isso, vários clubes poupam os seus principais jogadores no Brasileirão e isso, é claro, prejudica o rendimento destes clubes. Mas, posteriormente, após o término destes campeonatos ou com a eliminação dos clubes destas competições, eles voltam a usar a força máxima no Brasileirão.

No meio do ano teremos a famosa 'janela européia' e muitos dos principais jogadores brasileiros são negociados com clubes da Europa e do Oriente Médio, principalmente.

Fala-se, por exemplo, que Neymar deverá ser negociado com um grande clube da Inglaterra e que Paulo Henrique Ganso irá para o Real Madrid. Com isso, é claro que o Santos (que foi, inegavelmente, o melhor time brasileiro do primeiro semestre de 2010) não terá a mesma força, embora continuará sendo um dos favoritos ao título do Brasileirão caso preserve os outros jogadores do seu elenco e consiga repor, e rapidamente, as perdas de Neymar e de Ganso (embora não com jogadores do mesmo nível destes, pois jogadores assim não aparecem a toda hora, certo?) pois os cofres do clube estarão cheios de Euros.

O Corinthians é outro clube que deverá perder vários dos seus principais jogadores, como Elias, Jucilei e Dentinho. Justamente por isso, aliás, o Timão contratou o volante Paulinho (um possível substituto de Jucilei) e o meia Bruno César (ex-Santo André e que fez um ótimo Paulistão), que poderá vir a ser o novo articulador de jogadas do meio-de-campo corintiano. Afinal, Danilo, até o momento, não vingou no Corinthians. Os anos em que ele atuou no fraco e limitado, tecnicamente, campeonato japonês, não fizeram bem ao meia.

Mas, o Corinthians tem um bom elenco, sendo que poderá vir a disputar o título da competição, sem dúvida alguma. E a eliminação precoce da Libertadores fará com que a Fiel Torcida exija que o time, no mínimo, obtenha a vaga para a Libertadores de 2011. Mano Menezes é um bom técnico e já mostrou que sabe dar a volta por cima. Não se esqueçam que ele perdeu a final da Copa do Brasil de 2008 para o Sport do Recife mas, mesmo assim, no ano seguinte, levou o Timão a conquistar o título da mesma competição.

Portanto, é bom ficar de olho no Timão.

O Palmeiras passa por um momento turbulento, dentro e fora de campo, e já está com o seu terceiro técnico em 2010. O Verdão já demitiu o superestimado Muricy Ramalho (bom técnico, mas não tanto quanto dizem por aí...) e o encrenqueiro Antônio Carlos Zago, que arruma confusão em todo clube grande no qual trabalha. Lembram-se daquela festa em Presidente Prudente, em 2009, quando ele trabalhou no Timão?

Resta saber qual será a solução que a instável e conturbada diretoria palmeirense encontrará para esta situação. Sou da opinião que se o Verdão deixar o Parraga como técnico é capaz do time melhorar bastante de rendimento. Em 2009, com Jorginho como técnico interino, o Palmeiras estava jogando muito bem e ganhando quase todos os jogos. Daí, a diretoria contratou o Muricy Ramalho e o Vágner Love e o resultado foi que o time sequer conseguiu se classificar para a Libertadores.

Já os times cariocas, pelo que vi até o momento, não penso que possam ser considerados favoritos ao título. O Flamengo é aquela bagunça de sempre. No ano passado conquistou o título mais em função do bom trabalho feito por Andrade e da irregularidade dos outros clubes que eram considerados favoritos ao título (o São Paulo e o Palmeiras, principalmente, bem como o Internacional, que não foi o mesmo depois que perdeu a Recopa Sul-Americana e a Copa do Brasil no 1o. semestre do ano passado) mas que pipocaram na reta final. Assim, dificilmente o raio cairá duaz vezes no mesmo lugar.

O Vasco fez um péssimo jogo contra o Palmeiras e mostra não ter elenco para ambicionar algo mais neste Brasileirão. Pode ate ser que o time melhore com o decorrer do campeonato e com o enfraquecimento de outros clubes devido às negociações de jogadores. Mas, acredito que o Vasco deverá procurar se manter na Série A e obter, pelo menos, uma vaga na Sul-Americana de 2011. Se conseguir mais do que isso, será lucro.

Enquanto isso, o Fluminense está se reforçando. Manteve jogadores importantes de 2010, como Fred e Conca, e contratou o bom atacante Rodriguinho (ex-Santo André), bem como o técnico Muricy Ramalho. Junto com o Botafogo de Joel Santana (Campeão Carioca de 2010 e que se reforçou como jogadores como Herrera, Loco Abreu, Edno, entre outros) o Fluminense me parece ser o time carioca que poderá ir mais longe neste Brasileirão.

Já no São Paulo, o técnico Ricardo Gomes parece que somente agora está se firmando no clube, tendo levado o time para a semifinal da Libertadores, contra o mesmo Internacional que o derrotou na final do torneio em 2006. A contratação de Fernandão mudou o time e fez com que o mesmo passasse a jogar um bom futebol, o que não havia acontecido até então neste ano. Caso mantenha este nível, é provável que o tricolor paulista dispute, novamente, o título da competição. E como o time já mostrou que sabe ganhar campeonatos de pontos corridos, é bom prestar atenção ao clube do Morumbi.

Já os times gaúchos, neste momento, me parece que estão em momentos distintos. O Grêmio perdeu ontem, por 4 X 2, para o Palmeiras, e embora tenha contratado jogadores como Borges, Hugo, Leandro e Rogério (todos ex-São Paulo) e Douglas (ex-Corinthians) não demonstra ter, neste momento, um time em condições de ser campeão. O Grêmio precisa, urgentemente, que se quiser ambicionar algo mais neste Brasileirão, melhorar o seu desempenho fora de casa, que foi péssimo no Brasileirão de 2009. Mas, a derrota para o Palmeiras mostrou que talvez isso não aconteça ainda neste ano. Assim, o Grêmio mostra força quando joga no Olímpico, mas somente isso não é suficiente caso queira, pelo menos, conquistar uma vaga na Libertadores de 2011.

O Internacional, por sua vez, chegou à semifinal da Libertadores e depois de eliminar o campeão de 2009, o Estudiantes da Argentina, me parece ter elenco para disputar, sim, o título do Brasileirão. No mínimo, o Inter deverá conseguir a classificação para a Libertadores, pois time para isso o Colorado gaúcho tem.

Enquanto isso, os times de Minas Gerais parece que não conseguem mais se equiparar aos de São Paulo e Rio de Janeiro, pelo menos quanto à disputa do título. O Cruzeiro sempre consegue ficar entre os primeiros colocados, conquistando vaga para a Libertadores. Mas, título que é bom, nada. E o Atlético-MG é o famoso 'cavalo paraguaio', que larga na frente, mas que não mantém o ritmo até o final e acaba ultrapassado pelos concorrentes. O Brasileirão de 2009 foi um exemplo perfeito. Será que com Luxemburgo como técnico isso irá se modificar? Vamos ter que aguardar para verificar isso.

Os demais times, salvo alguma surpresa, não me parece que terão força para conseguir muita coisa neste Brasileirão, não. Mas, talvez o Grêmio Prudente, o Atlético-GO, o Vitória e o Avaí possam, pelo menos, incomodar os grandes clubes. Resta saber se terão força suficiente para conseguir uma vaga na Libertadores. Mesmo que não consigam, eles farão daquele grupo de times que será difícil de derrotar e que poderão, sim, tirar pontos preciosos dos considerados favoritos ao título do campeonato.

A julgar pelo momento atual dos clubes, entendo que Corinthians, Internacional, São Paulo e Santos são os times que deverão brigar pelo título. Porém, convém prestar atenção ao Palmeiras, Cruzeiro, Grêmio, Fluminense e Botafogo, que parecem compor um grupo de times que tem potencial para crescer durante a competição. Resta saber se isso irá se confirmar.

E é claro que teremos que esperar para saber quantas mudanças teremos nos elencos dos principais clubes durante a famosa 'janela européia'. Se forem muitas, tudo isso que se escreveu aqui ficará, é claro, ultrapassado e teremos que fazer uma nova aliação do quadro.

Até lá, no entanto, creio que o momento atual é este que analisei aqui.

Até a próxima!

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Dunga transforma Seleção Brasileira em 'Clube de Amigos'!


É triste, mas é verdade: o treinador Dunga transformou a Seleção Brasileira, Pentacampeã Mundial de Futebol, num verdadeiro 'Clube de Amigos'. Basta dar uma rápida olhada pela lista de 23 convocados por ele para a Copa do Mundo de 2010 para se perceber que ele não escolheu tais jogadores pelo aspecto técnico, mas sim pelo da camaradagem e comprometimento, não com a Seleção (embora o discurso oficial seja este) mas com ele, Dunga.

Afinal, qual o critério técnico que foi utilizado para se convocar jogadores como Josué, Gilberto Silva, Felipe Melo, Kleberson (reserva no Flamengo) e Grafite (que admitiu estar jogando mal no momento). E qual o critério técnico utilizado para se deixar de fora jogadores com muitos recursos como Ronaldinho Gaúcho, Neymar e Paulo Henrique Ganso?

Dunga privilegiou o companheirismo e a disciplina dos jogadores.

E o resultado é a pior convocação da história da Seleção Brasileira para uma Copa do Mundo desde sabe-se lá quando.

Agora, vamos torcer (e rezar também...) para que os poucos bons jogadores do Brasil (Kaká, Robinho, Luis Fabiano, Nilmar) não sofram nenhuma contusão durante a Copa e que esta Seleção não dê vexame na África do Sul.

sexta-feira, 9 de abril de 2010

Por que os campeonatos estaduais deveriam acabar?


Segungo informações divulgadas, o campeonato paulista deste pouco atraiu o público aos estádios. Também, o que foi oferecido ao torcedor?
Ingressos caros, futebol ruim... Assim, a FPF queria mais o que?

Aliás, por mim, os campeonatos estaduais deveriam acabar.

Eles não servem para mais nada... Precisamos mudar o calendário do futebol brasileiro e o quanto antes.

Sugiro que se faça o seguinte:

O Brasileirão deveria ser realizado com mais clubes (digamos, 24... assim teríamos 46 rodadas no campeonato).

Os jogos do Brasileirão seriam realizados entre 15 de Fevereiro e 15 de Dezembro.

Os jogos seriam realizados apenas nos finais de semana.

As férias dos jogadores iriam de 16 de Dezembro até 15 de Janeiro.

Entre 16 de Janeiro e 14 de Fevereiro os clubes estariam em pré-temporada, se preocupando apenas em preparar fisicamente os jogadores, organizar taticamente as equipes e entrosar os times.

E no meio da semana teríamos jogos de outros torneios: Copa do Brasil, Libertadores e da Sul-Americana.

Teríamos jogos mais interessantes e o ano inteiro.

É tão difícil fazer isso?

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Por que a FIFA considera o Mundial de Clubes do ano 2000 como o primeiro da história? - por Marcos Doniseti!

Por que a FIFA considera o Mundial de Clubes do ano 2000 como o primeiro da história?? - por Marcos Doniseti!

atualizado no dia 08 de Novembro de 2015



Muitos torcedores, os anti-corintianos em especial, questionam sobre os motivos que levam a FIFA a considerar o Mundial de Clubes do ano 2000 como o primeiro da história, bem como não aceitam que o Corinthians seja considerado como o primeiro Campeão Mundial de Clubes.

Bem, vamos esclarecer essa questão, ok?

Em primeiro lugar, nem a Copa Toyota e nem a Copa Intercontinental jamais foram organizadas pela FIFA. Eram torneios privados, organizados e promovidos por empresas e entidades privadas e com os quais a FIFA não tinha qualquer tipo de envolvimento, pelo menos na sua organização e realização.

Já o Mundial de Clubes do ano 2000 foi o primeiro a ser organizado pela FIFA.

Além disso, antes do Mundial de Clubes do ano 2000, tinhamos apenas um jogo disputado pelos campeões da Libertadores e da Europa e mais nada.

Daí, fico com uma dúvida: como uma competição do qual apenas dois times participam, sendo um da Europa e outro da América do Sul, pode ser chamado de ‘Mundial’?

Eu não sabia que o Mundo se resumia apenas à América do Sul e à Europa. E as outras regiões do planeta? África, Ásia, Oceania, América Central e do Norte? Esquece? Não contam?

Além disso, é sempre bom lembrar que a FIFA é constituída por 6 Confederações de Futebol: da América do Sul (Conmebol), da América Central e do Norte (Concacaf), Europa (UEFA), África, Ásia e Oceania.

E o primeiro Mundial de Clubes que se realizou e nos quais os campeões e representantes de todas as Confederações afiliadas da FIFA estiveram presentes foi o do ano 2000, que foi realizado no Brasil (o único país Pentacampeão Mundial de Futebol...) e do qual o Corinthians foi o vencedor, derrotando o forte time do Vasco (que tinha Romário, Edmundo...) na decisão por pênaltis e em pleno Maracanã.

Aliás, o time do Vasco era tão forte que, naquele mesmo ano 2000, o mesmo conquistou o Campeonato Brasileiro (Copa João Havelange) e a Copa Mercosul, derrotando o Palmeiras na final, em um jogo fantástico, que venceu por 4 X 3 após terminar o primeiro tempo perdendo por 3 X 0.

Mesmo assim, muitos torcedores podem questionar sobre a participação do Corinthians no primeiro Mundial de Clubes, pois o Timão não era campeão da Libertadores de 1998 (era o Vasco que, por isso, participou do torneio) e que participou da competição.

Bem, para os eternos desinformados de plantão, aqui vai o esclarecimento: o Corinthians entrou na competição como representante do País-Sede, pois tinha sido o Campeão Brasileiro de 1998.

Portanto, o Corinthians conquistou a sua vaga no Mundial de Clubes dentro de campo, jogando bola e conquistando um título importante, que é o Brasileiro de 1998.

E mesmo que a FIFA tivesse determinado que o Campeão Brasileiro de 1999 fosse o representante do Brasil na competição, isso não teria alterado coisa alguma, pois naquele ano o Corinthians conquistou o seu terceiro título brasileiro (o Corinthians conquistou 5 títulos brasileiros no total: 1990, 1998, 1999, 2005 e 2011)

Aliás, isso é algo perfeitamente normal nas competições organizadas pela FIFA e também por Confederações de outros esportes (Vôlei, por exemplo).

E nas Copas do Mundo, o País-Sede já tem vaga garantida, não precisando disputar as Eliminatórias. Isso acontece desde a primeira Copa do Mundo, disputada em 1930, no Uruguai. Com o Brasil, agora, em 2014, acontecerá o mesmo.

Inclusive, em várias Copas do Mundo o País-Sede foi o Campeão (Uruguai em 1930; Itália em 1934; Inglaterra em 1966; Alemanha em 1974; Argentina em 1978; França em 1998) e ninguém jamais contestou a legitimidade destas conquistas.

Em 1992, a Eurocopa de Seleções foi vencida pela Dinamarca, que sequer havia conseguido a classificação para a fase final da competição. Mas, com a desclassificação da Iugoslávia, em função da guerra civil no país, ela foi convidada e acabou se tornando a Campeã, derrotando a poderosa Alemanha, por 2 X 0, na final.

E nunca, ninguém, jamais questionou a legitimidade desta conquista da seleção dinamarquesa somente porque ela foi convidada a participar da competição. O fato é que ela venceu a Eurocopa de 1992 jogando bola, dentro de campo, e não no 'tapetão' ou de forma irregular.

E o mesmo raciocínio vale para o Corinthians, que foi o Campeão do primeiro Mundial de Clubes organizado pela FIFA. O Timão entrou como representante do País-Sede, jogou bola, derrotou os seus adversários dentro de campo e foi o Campeão legítimo da competição.

Portanto, somente notórios desinformados ou fanáticos irracionais podem questionar a legitimidade desta coquista do Corinthians.

Inclusive, no Mundial de Clubes do ano passado e deste ano, o País-Sede (no caso, o Japão) terá um representante, que foi (em 2011) e será (em 2012) o Campeão Japonês.

Em 2011, o representante do Japão na competição foi o Kashiwa Reysol, que acabou em quarto lugar. 

No Mundial de Clubes do ano de 2013, que foi disputado no Marrocos, tivemos um representante do país-sede, o Raja Casablanca.

O Raja Casablanca (que fez a final com o Bayern) disputou o Mundial de Clubes de 2013 porque era o representante do país-sede (Marrocos), pois o campeão africano era o Al-Ahly (do Egito; é o mesmo time que o Corinthians derrotou na semifinal do Mundial de Clubes do ano 2012); 

Se o Raja Casablanca tivesse sido o Campeão Mundial de 2013 (não foi... perdeu para o Bayern na final), seu título teria a mesma legitimidade da de qualquer outro time que disputou aquele Mundial; 

O mesmo vale para o Corinthians na disputa do Mundial de Clubes do ano 2000; 
Timaço do Corinthians que conquistou o primeiro Mundial de Clubes organizado pela FIFA. Jogadores corintianos formavam uma verdadeira Seleção. Dos 11 titulares, apenas o lateral-direito Índio e o zagueiro Adilson Batista não chegaram a disputar jogos por alguma Seleção Nacional. Dida, Vampeta, Edílson, Ricardinho e Luizão fizeram parte da Seleção Brasileira que conquistou a Copa do Mundo de 2002. 

Por isso é que a FIFA não considera os campeões da Copa Toyota e da Copa Intercontinental, mesmo sendo torneios importantes, como campeões Mundiais, e entende que o primeiro Mundial de Clubes foi o do ano 2000.

Os  vencedores destas duas competições foram campeões de um torneio internacional importante e isso pode, sim, ser comemorado pelos clubes vencedores e por seus torcedores, mas não foram e jamais serão reconhecidos pela FIFA como campeões mundiais.

Esta decisão da FIFA, inclusive, é definitiva.

E penso que a FIFA está certa.

Afinal, o Mundo não é formado apenas pela América do Sul e pela Europa, certo?

Links:

Representante do País-Sede disputou Mundial de Clubes de 2011:

http://pt.fifa.com/tournaments/archive/clubworldcup/japan2011/index.html

Dinamarca e a Eurocopa de 1992:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Campeonato_Europeu_de_Futebol_de_1992

A FIFA e o Mundial de Clubes:
http://www.fifa.com/tournaments/archive/tournament=107/index.html

Títulos do Vasco:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Anexo:Lista_de_t%C3%ADtulos_do_Club_de_Regatas_Vasco_da_Gama

Corinthians, o Primeiro Campeão Mundial de Clubes da FIFA!!

Corinthians, o Primeiro Campeão Mundial de Clubes da FIFA!! - por Marcos Doniseti!


O Corinthians que foi o Primeiro Campeão Mundial de Clubes da FIFA, há exatos 10 anos (sorry para os inconformados torcedores de outros times, mas é isso é algo que pode ser confirmado no próprio site da FIFA, ok?) jogava muita bola.

Do meio-de-campo para a frente foi um dos melhores times que já vi jogar, com jogadores que possuíam características complementares e que se encontravam na melhor fase das suas carreiras.

Senão, vejamos:

Rincón, que protegia a defesa e sabia sair jogando e que passava muito bem a bola;


Vampeta, que marcava bem e ainda dominava a bola em velocidade como ninguém fazia na época;

Ricardinho, o cérebro do time, o organizador das jogadas de ataque, que cadenciava o jogo, ditando o ritmo do mesmo;

Marcelinho, o coração do time, que finalizava e passava muito bem e que vivia dando assistências fantásticas para que os outros fizessem os gols, além de suas cobranças de falta sempre perigosas;

Luizão, o típico jogador de área, o centroavante como se dizia antigamente, sem grandes virtudes técnicas, mas que sabia se posicionar muito bem dentro da área e era um ótimo finalizador, além de ser muito oportunista;

Edílson, o 'capetinha', driblador, rápido, habilidoso, arisco, típico representante do futebol-moleque que consagrou o Brasil, que partia para cima dos adversários, enfiava a bola entre as pernas deles e os deixava a ver navios ou sentados no gramado como, aliás, ele fez com o Karembeu no jogo contra o Real Madrid.

E a defesa tinha um baita de um goleiro, Dida, que foi o responsável por encerrar a carreira do são-paulino Raí ao defender 2 pênaltis do mesmo numa semifinal de Campeonato Brasileiro (em 1999, se não me engano...) , uma boa e segura dupla de zagueiros, Fábio Luciano e Adílson, um jovem e talentoso lateral-esquerdo, Kléber, e até um Índio, legítimo representante dos nativos brasileiros, mas limitado tecnicamente.

Muitos questionam porque o Corinthians participou daquele Mundial de Clubes. Simples: porque foi o Campeão Brasileiro de 1998.

A FIFA definiu que o país-sede, o Brasil, teria um representante e que este seria o Campeão Brasileiro de 1998. Ah, alguém poderia perguntar, porque, então, não escolheu o Campeão Brasileiro de 1999? Bem, se isso tivesse sido feito, o resultado teria sido o mesmo, pois o Campeão Brasileiro de 1999 foi o mesmo de 1998, ou seja, o Corinthians.

Logo, a participação do Timão no Mundial de Clubes da FIFA foi mais do que legítima e não há o que discutir. Ela foi obtida dentro de campo, jogando bola.

E o Vasco? Ah, o Vasco entrou porque tinha sido o Campeão da Libertadores de 1998.

Os demais times participaram porque também haviam sido Campeões de algum outro torneio continental ou da Copa Toyota, caso do Real Madrid.

Logo, todos os participantes ganharam o direito de participar do Mundial de Clubes da FIFA 2000 dentro de campo, jogando bola, e com base em critérios exclusivamente técnicos. Não houve favorecimento algum para nenhum dos clubes.

Portanto, não há nada a ser questionado quanto à legitimidade da disputa e quanto à conquista do Mundial de Clubes do ano 2000, pelo Corinthians, Mundial este que foi organizado pela FIFA. Quem questiona a legitimidade do título corintiano o faz por pura dor-de-cotovelo e por desinformação.

Link:

http://www.fifa.com/tournaments/archive/tournament=107/index.html

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Clubes argentinos fecham 2009 com prejuízos milionários!


Boca Juniors fecha 2009 com maior prejuízo entre as equipes argentinas


Um dos clubes mais tradicionais da América do Sul, o Boca Juniors fechou 2009 com um prejuízo de US$ 35,3 milhões, o maior entre os clubes da Argentina. A informação foi divulgada nesta segunda-feira pelo jornal "La Nación".

A equipe argentina tem o elenco mais caro do futebol local, com nomes como o meia Riquelme, que foi procurado pelo Corinthians, e o veterano atacante Palermo, convocado para a seleção da Argentina nas últimas rodadas das eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo-2010.

O River Plate, um dos clubes mais populares do país aparece em terceiro lugar na lista, com um prejuízo de US$ 33,4 milhões --atrás do Independiente, com US$ 34,9 milhões.

Daniel Passarella, ex-técnico do Corinthians e que assumiu a presidência do River no início de dezembro, lamentou o déficit mensal de US$ 1 milhão e não prevê grandes contratações para a temporada.

O quarto clube que fechou 2009 com mais déficit foi o Newell's Old Boys (US$ 22,6 milhões), seguido do San Lorenzo (US$ 18,6 milhões).

O Lanús foi o clube que mais dinheiro arrecadou ano passado: cerca de US$ 3,4 milhões, graças à venda de jogadores. O balanço final foi de aproximadamente US$ 15 milhões, segundo Alejandro Marón, um dos diretores do clube.

Lutando para não ser rebaixado, o Racing registrou superavit de US$ 684 mil, o primeiro desde que a administração do clube voltou às mãos dos sócios, em 2007.

http://www1.folha.uol.com.br/folha/esporte/ult92u674338.shtml